Mudanças -Capitulo 50

Um mês depois...
Depois de voltarem das férias, Sophia e Lua ainda estavam brigadas. A uma não se falava com a outra e esse clima estava ficando chato para os maridos e amigos de ambas . Lua estava a poucos dias de completar seu quarto mês de gravidez. Ainda não sabia o sexo do bebe  porque ele estava em uma posição delicada.  Sophia estava em tratamento pela anemia .Era o dia do aniversario de 1 ano de Ana, a filha de Chay e Mel.

Sophia penteava os cabelos da filha que mexia a cabeça ao som da música do desenho que estava passando agora na televisão.
Sophia: Dani  para quieta filha.
Dani: Ta bom.
Sophia colcou uma tiara branca  no cabelo da filha. Depois de ter arrumado ela, a deixou assistindo TV e foi ver Micael que estava se arrumando no quarto.
Micael: Ei amor.
Sophia: Eu não quero ir.
Micael: Amor eles são nossos amigos e é o aniversario da Aninha.
Sophia: Mas a Lua vai estar lá.
Micael: Aquela que é sua amiga?
Sophia: Aquela que era a minha amiga.
Micael: Soph, ela sempre foi como uma irmã pra você.
Sophia: Você já sabe o que ela me falou.
Micael: Faz um mês atrás.
Sophia: Mesmo assim amor isso doeu pra mim. É a coisa que eu mais desejo e ela sabe.
Sophia já tinha os olhos marejados tinha tanta vontade de deixar as lágrimas rolarem-
Micael: Calma vida, tudo ao seu tempo.
Micael abraçou a esposa.
Enquanto isso no apartamento de Lua e Arthur.
Lua assistia um filme romantico no sofa  enquanto Arthur olhava seu cabelo no espelho que tinha na entrada do apartamento
Arthur: Anda Lua.
Lua: Estou assistindo filme .
Arthur foi até o sofa , pegou o controle da mão de Lua e desligou a televisão
Lua: Ei eu tava assistindo
Arthur: Já não ta mais.
Lua: Precisa falar assim comigo?
Arthur: Amor você ta se comportando igual como uma criança
Lua: Jura que a gente tem que ir?
Arthur: Sim, fomos convidados agora vamos.
Lua: Deixa eu me arrumar.
Meia hora depois a campainha do apartamento de Chay  e Mel tocou. Mel foi até a porta e sorriu ao ver Lua e Arthur lá. Lua estava usando um vestido amarelo soltinho, mas um pouco apertado  na cintura fazendo assim que sua barriga meio crescida se notasse, umas sapatilhas básicas brancas e uma bolsa branca também. Arthur usava uma camiseta simples junto com uma calça jeans e um tênis.
Mel: Ai que barriga linda.
Lua: Obrigada Melzinha.
Mel vestia um vestido azul bem solto com umas sandalias pretas sem muito salto. Lua e Arthur entraram e se sentaram , enquanto isso Micael dirigia  com Sophia do lado e Daniella atrás brincando com uma das bonecas de pano que ela tinha levado.
Micael: Nossa quanto trânsito.
Sophia: Melhor assim.
Micael: Para com isso Soph.
Sophia: Eu não paro eu não quero ver a Lua.
Micael: Mas vai ver.
 Estacionou o carro diante do prédio onde ChaMel morava. Desceu do carro junto com a esposa e pegou a filha no colo. 
Eles entraram no edifico cumprimentando o porteiro e  entraram no elevador. Depois de subir até o quarto andar tocaram a campainha da porta do apartamento. Mel mais uma vez atendeu e sorriu para a  familia linda que tinha diante dos seus olhos. Micael vestia uma camisa branca, levava uma calça preta e um sapato formal. Sophia estava usando uma saia preta com uma blusa rosa por dentro e uma sapatilha rosa também, a bolsa que ela levava no braço era preta. Daniella usava um vestido de bolinhas de diferentes cores, uma sapatilha branca e uma tira branca também. Sophia sorriu e cumprimentou Mel seguida de Micael e Dani. Os quatro entraram e o sorriso de Sophia sumiu do seu rosto ao ver Lua ali.
Arthur cumprimentou ela assim como Micael.  Sophia passou pelo lado de Lua e não a olhou.
Sophia sentou nos sofa entre Arthur e Micael estando no maximo possível afastada da Lua que fez o mesmo. Micael se aproximou da esposa e susurrou em seu ouvido.
Micael: Sophia para de graçinha. Vai lá e cumprimenta ela.
Sophia: Eu não foi ela que me tratou mal.
Micael: Vai agora se não a gente vai embora.
Sophia bufou e foi até Lua e se sentou do lado dela.
Sophia: Oi.
Lua: Oi.
Sophia: Tudo bem com você?
Lua: Uhum e com você?
Sophia: Sim. E o bebe como ta?
Lua: Bem, crescendo.
Lua passou as mãos na barriga e Sophia sorriu. Aquilo já era mais um passo que elas estavam dando para voltar para aquela amizade que tanto tempo atrás iniciaram em uma de muitas das ruas do Rio de Janeiro.

5 comentários: