Mudanças- Capitulo 56

Sophia fechou a porta assim que  Micael saiu por ela. Foi avançando até o sofá devagar e se sentou. As lágrimas rolavam em seu rosto fazia um tempo. E junto com um mar de lágrimas veio um gemido de dor abafado. Aquela dor que estava sentindo dentro do seu interior não era comparável com outras dores.

Mesmo com os olhos marejados, Sophia viu como Daniella se aproximava dela e acariciava levemente seu rosto.
Daniella: Não chora mamãe.
Sophia: Eu to bem anjo, já vai passar.
Daniella: A senhora brigou com o papai?
Sophia: Briguei filha.
Daniella: E cadê ele?
Sophia: Ele foi embora meu amor.
Daniella: Pra sempre?
Sophia: Não, ele vai vir te ver.
Daniella: E porque vocês brigaram?
Sophia. Porque a gente se ama.
Daniella: Então vocês vão brigar comigo também?
Sophia: Não anjo, o nosso amor é diferente.
Então Daniella, mesmo sem entender o que a mãe tinha falado, abraçou Sophia.
Naquele instante, em outro lugar da cidade.
Micael bebeu mais um gole daquela cerveja. Sabia que o que estava fazendo não estava bem mas mesmo assim ele continuou bebendo, precisava daquilo.  Depois de beber aquela cerveja Micael pagou ao garçom e foi embora. Horas depois ele estava no quarto de um simples hotel assistindo um simples programa, foi então que ele mesmo não permitindo chorou até adormecer.
Sophia desligou o celular depois de ter visualizado varias mensagens de sua mãe dizendo para ela atender o telefone. Branca ligou para o telefone dela inclusive para o telefone da casa, mas Sophia se recusava a atender. Depois de ter colocado Daniella para dormir Sophia tomou um banho quente demorado. Após ter terminado, se dirigiu até o armário buscando seu pijama. Como não tinha encontrado ele lá, foi até a cômoda branca e abriu a primeira gaveta, lá debaixo de sua roupa encontrou uma camisa de Micael. Sem pensar duas vezes colocou ela junto com um short preto. Depois de fazer tudo isso, se deitou na cama e se cobriu com vários cobertores. E foi cheirando a camisa de Micael e imaginando ele do seu lado que  Sophia entrou mas uma vez em um sono profundo no qual sim dessa vez  ia acordar.
A luz do sol estava brilhante aquela manhã, Sophia deu mais uma volta naquela gigante cama onde se encontrava. Minutos depois a porta se abriu deixando passar uma pequena figura vestida de rosa toda descabelada.
Daniella cutucou a mãe. A cutucou mais uma vez mas ela nem deu sinais de vida.
Dani: Mamãe, acorda.
Sophia se mexeu quando sentiu que Daniella estava a balançando.
Sophia: Que foi Dani?
Dani: Eu to com fome.
Sophia suspirou e pegou o relógio da mesinha. Não, isso não podia ter acontecido. Ela tinha dormido e agora?
Sophia: Dani, vai pro banho agora a gente ta atrasada.
Dani: Eu não quero ir pra escola hoje.
Sophia: Não é questão de você querer e sim de ir.
Dani: Mas eu não quero, eu quero ficar aqui com você mamãe.
Sophia bufou. Ela estava atrasada para o trabalho mas estava sem ânimos para fazer nada e também fazia tempo que não ficava um dia com a filha.
Sophia: Okay, então deita aqui comigo.
Daniella sorriu sapeca e foi até a mãe que uma vez  estando do lado dela a abraçou.
Sophia: Eu vou preparar seu café ta? Não se mexe dai viu moçinha.
Dani: Okay.
Sophia saiu do quarto , foi até a cozinha e preparou uma mamadeira para filha. Estava sem forças e sem ânimos para preparar nada mesmo.
Depois, colocou bastante café em uma xícara e foi outra vez pro quarto. Quando entrou, viu a filha mexendo a cabeça ao som da musica do desenho que estava passando na televisão. E foi assim que Daniella tirou o primeiro sorriso daquela manhã de Sophia.
Sophia: Aqui seu café anjo.

Daniella pegou a mamadeira e Sophia se sentou na cama. Ligou o celular e viu que tinha 25 chamadas da sua mãe. Por Enquanto não ia atender. Só por enquanto.
-------------------
Será que rola bônus? Comentem por favor!!

15 comentários: