Destinos Cruzados - Capitulo 11

Abri a porta do carro assim que  Micael o estacionou. Entrei e cumprimentei ele cordialmente.

Passei o caminho todo em silêncio, ao final não tinha nada a falar. Chegamos ao edifício onde eu morava antes 20 minutos depois. Desci do carro junto com Micael.
Micael abriu a porta pra mim e eu sorri ao ver Henrique na recepção. Abracei ele e ele me deu um beijo na testa.
Assim que saímos do elevador um frio na barriga se formou dentro de mim. A porta do que foi o meu apartamento estava aberta. Meus olhos começaram a ficar marejados. Virei o rosto ao ouvir a voz de Micael do meu lado.
Micael: Pronta?
Eu assenti e ele entrou primeiro. Após ele ter entrado, eu entrei atrás. Tudo estava como antes, os estantes, a decoração... Tudo.
Um arrepio se formou em minhas costas ao olhar para o quarto onde eu dormia com Miguel. Na entrada, vi uma foto nossa. Do dia do nosso casamento. Miguel estava atrás de mim, suas mãos estavam sobre as minhas, que ao mesmo tempo estavam na minha cintura. Os dois sorriamos. No fundo, a grama verde e o céu azul. Parecia mesma uma daquelas fotos de filmes. Mas tinha sido real, tudo o que tinha acontecido era real.
Visitei cada canto daquela casa, menos o meu quarto. Não queria entrar lá com Micael. Queria estar sozinha, eu e as coisas do Miguel.
Aproveitei um momento em que Micael estava distraído e entrei no quarto, fechei a porta  e fui até a cômoda branca que tinha no quarto.
Abri uma das gavetas e peguei uma camisa de Miguel, a levei até o meu nariz e fechei os olhos. Deixei que a fragrância de Miguel invadisse o meu nariz. As lagrimas começaram a rolar, e eu soltei um gemido abafado que ocultei colocando a camisa.

As lembranças, os momentos, as noites completas de amor vieram na minha cabeça. Soltei mais um gemido. Senti um cheiro diferente e uns braços fortes me abraçaram por atrás. Sabia que era Micael, e um abraço era tudo o que eu precisava. 

5 comentários: