Destinos Cruzados - Capitulo 26


Tudo estava muito escuro. Eu estava no meu antigo apartamento.
Estava de pé na cozinha bebendo água quando ouvi o som estranho junto com um grito de dor. Fui correndo até o quarto mesmo que as minhas pernas insistiam em não agir.
Vi Micael sangrando na cama e eu fiz uma cara de espanto. Olhei para a cara do homem que tinha a arma na mão e me surpreendi ao ver que era Miguel. 
Sophia: Seu monstro!! - Eu gritei indo até ele e dando socos nele-
Miguel: Só fiz o que ele merecia. Agora aproveita os segundos de vida que ele tem.
Ouvi o gemido de Micael e fui até ele correndo.
Sophia: Calma, eu vou pedir ajuda e você vai sobreviver.
Micael sorriu e acariciou meu cabelo com sua mão.
Micael: Fica bem pequena
Ele fechou os olhos e eu começei a gritar enquanto sentia como as lágrimas caiam pelo meu rosto.

Eu estava suada. Após ter gritado por ter acordado pelo pesadelo vi a porta se abrindo e vi Micael ali, parado e com dificuldade para respirar.
Micael: O que foi? Você está bem? - Ele disse se aproximando de mim e me abraçando-
Sophia: Sim .- Eu disse olhando para ele- Foi só um pesadelo.
Micael: Um pesadelo que te fez chorar.
Sophia: Eu nem perecebi que tava chorando de verdade.
Micael: Você tava chorando no sonho? -Ele disse pegando um pouco do meu cabelo e o colocando atrás da minha orelha.
Sophia: Eu prefiro não falar sobre o pesadelo.- As lágrimas voltaram a cair.
Micael: Eu só quero saber porque você esta chorando-  Ele suspirou e depois secou algumas das minhas lágrimas com sua mão.
Eu olhei pra ele.
Sophia: Eu sonhei que estava perdendo uma das pessoas que acho que estou começando a amar.- Eu soluçei ao lembrar da cena e levantei o olhar- Sonhei que perdia você.
Micael: Quer dizer que você está começando a amar o pretin aqui? - Ele disse sorrindo-
Eu ri com a resposta dele.
Sophia: Sim , estou.
Micael: Achei que você tinha que pensar- Ele disse rindo- Achei que cê era mais difícil.
Sophia: Ainda sou- Eu disse rindo também.
Micael: Eu vou deixar você descansar.
Ele me deu um beijo na testa e se levantou.
Sophia: Não. - Eu disse segurando a mão dele- Fica aqui comigo
Micael: Sophia Abrahão pedindo pra eu ficar com ela?
Sophia: Aproveita que logo passa.
Ele riu e se deitou na cama comigo.
Eu coloquei a cabeça no peito dele e fechei os olhos. Micael começou fazer carinho em meu cabelo.
Sophia: Porque veio tão rápido ?
Micael: É inevitável. - Senti como ele dava de ombros- Desde a primeira vez que te vi, senti que devia te proteger de tudo.
E eu ainda de olhos fechados, sorri. O sentimento de felicidade estava começando a crescer ao lado dele.

6 comentários: