Destinos Cruzados - Capitulo 29

Tudo está escuro. O ar no ambiente está frio e estou com medo. Eu não consigo me mexer muito menos consigo abrir os olhos.

Eu ouço vozes de diversas pessoas mas não reconheço nenhuma, quero pelo menos enxergar alguma coisa e ver o que está acontecendo, mas é inevitável e decido me render. Me render a esse esforço em vão.
Escuto a voz do que parece ser um médico e após isso sinto uma vibração no meu peito. Procuro fazer o esforço de continuar respirando mas alguma coisa me impede, até que tudo volta a ser escuridão.
Eu ouço a voz da minha mãe, gritando desesperada e após isto, um soluço. E sem perceber, sem evitar, uma lembrança da minha infância vem até a minha mente.
Flashback On
Estou no quarto da minha mãe. Ela está colocando vários acessórios como pulseiras e anéis. Enquanto ela está se arrumando eu dou voltas exibindo o meu vestido azul céu.
Sophia: Mamãe cadê o papai?
Branca: Ele está trabalhando meu anjo. - Ela diz enquanto coloca um brinco na orelha-
Sophia: Mas ele vai vir jantar com a gente né?
Branca: Vai sim Sophia.
Sophia: Mamãe eu to cansada de esperar. - Digo enquanto sento na cama mexendo as pernas de um lado para o outro.-
Branca: Porque você não desce e assiste desenho?
Sophia: A senhora deixa?
Branca: Deixo, mas só até a hora que eu estiver pronta.
Sophia: Você é a melhor mamãe do mundo inteiro! Eu amo você - Digo enquanto abraço ela-
Branca: Eu também amo você princesa.
Eu vou até a escada correndo pra chegar o antes possível na sala
Branca: Sophia não desce a escada correndo, você vai cair!
Eu não atendo o pedido da minha mãe e continuo descendo  a escada correndo, mas chegando quase ao final eu tropeço e caio ralando todo o meu joelho.
Sophia: Mamãe!!! - Digo chorando em prantos-
Minha mãe desce a escada correndo, quase louca atendendo ao meu choro.
Branca: Eu disse que não era pra você correr, Sophia!
Sophia: Eu sei mamãe, desculpa.
Branca: Tudo bem, vem vamos ver se seu joelho está muito machucado.
Eu me levanto do chão e seguro na mão da minha mãe. Na mão da pessoa que por mim deu seu mundo.
Flashback Off
Mesmo querendo chorar por essa lembrança, eu não consigo e isso me frustra ainda mais. Porque eu que sentia dentro de mim o meu filho, fruto de um amor verdadeiro, já não sinto ele mais.

2 comentários: