Reviravolta - Capitulo 107

- Porque eu já tenho certeza. Chega desse assunto. - Me sentei e não falei mais nada sobre o assunto.
- Tudo bem, Sophia, você que sabe. - Micael pareceu irritado, pegou Alycia no colo e se levantou, caminhando pra porta.

- Onde você vai? - Eu perguntei e ele me respondeu ainda sem parar de andar.
- Brincar no jardim com a minha filha. - Eu suspirei e passei as mãos no rosto.
- Faz logo esse teste, ele vai ficar chateado. - Bruna falou mas eu a ignorei.
- Ainda não digeri isso direito. - Falei de cabeça baixa...

Uns dias se passaram, estávamos no dia do meu casamento. Eu estava no meu dia de noiva, agora fazendo o meu cabelo e unhas. Estava sozinha com a manicure e a cabeleireira. Tudo tinha se arranjado da melhor forma possível. Alycia estava com a Bruna, Lua, Mel e Larissa e todas estavam se arrumando, muito provavelmente. Minha mãe enrolando junto com meu pai e Micael junto com João em algum canto.
O casamento estava marcado para as seis na igreja. já eram cinco horas. Eu já tinha passado por um monte de banhos e massagens relaxantes, mas eu não conseguia ficar calma em nenhum momento.
Nos últimos dias, minhas tonturas tinham aumentado, enjoos frequentes também estavam presentes e eu estava realmente acreditando que estava gravida, mas não falava pra ninguém. Fechei os olhos ali na cadeira enquanto a mulher mexia no meu cabelo e acabei cochilando.
Acordei seis e meia, na verdade fui acordada por elas. 

- Está na hora dona Sophia. - A manicure falou e eu olhei no espelho. Meu cabelo estava meio preso em algumas tranças e a parte solta cacheada,  tinha umas florzinhas brancas distribuidas por ele também. Minha maquiagem estava feita, as meninas arrasaram. Só faltava eu pôr o vestido. Fui pra casa e lá todas as meninas me esperavam, inclusive meus pais. 
- Mais que demora Sophia. - Minha mãe disse brava. 
- Já vai dar sete horas menina! - Bruna parecia nervosa. - Micael já ligou um milhão de vezes. 
- Gente, a noiva sempre atrasa. - Tentei me justificar, minha mãe me ignorou e me puxou pelo braço até o quarto para me ajudar com o vestido e os sapatos. Não tive tempo nem de olhar no espelho, mas quando cheguei lá embaixo o olhar deles me dizia que eu estava linda. 
- Você tá muito linda mamãe! - Alycia disse e veio me abraçar. Ela que estava com um vestido branco com alguns detalhes roxos. Seria minha unica daminha. 
- Você também meu amor. - Eu disse a abraçando de volta. Minha mãe veio por trás e colocou meu véu.
- Agora vamos logo, antes que o Micael desista. - Meu pai falou isso com um leve sorriso e eu tive que rir. 
- Ele já espera há mais de seis anos, uma hora não é nada pai. - Ele me deu um beijo na testa. 
- Vamos logo. 

Eles me ajudaram a entrar no carro e ao meu lado estavam Alycia e Bruna, minha mãe á frente e meu pai dirigindo. No carro atrás, Lua e Mel. Assim que chegamos meu coração disparou, minha mãe entrou junto com as madrinhas pra ficar no altar e avisar que eu tinha chegado. Fecharam as portas da igreja para que eu pudesse me preparar e então eu gelei.

- Me segura pai. - Eu disse sem forças. 
- Sempre filha. - Ele me abraçou, já fora do carro. Nós nos posicionamos na frente da igreja, Alycia sorrindo á minha frente com sua cestinha de pétalas, ouvimos a marcha nupcial e então as portas se abriram. Eu fechei os olhos e respirei fundo, então senti meu pai me puxando lentamente pra frente. 
Estava muito nervosa, mas quando vi o sorriso e o olhar de admiração de Micael pra mim, foi como se eu tivesse ganhado um premio na loteria. O caminho parecia longo demais, mas finalmente chegamos. Minha mãe segurou meu buquê, meu pai me deu um beijo na testa e colocou minha mão na de Micael que em seguida apertou sua mão. Sorrimos um pro outro e então o padre começou.

Noivos caríssimos, viestes à casa da Igreja para que o vosso propósito de contrair Matrimônio seja firmado com o sagrado selo de Deus, perante o ministro da Igreja e na presença da comunidade cristã. Cristo vai abençoar o vosso amor conjugal. Ele, que já vos consagrou pelo santo Baptismo, vai agora dotar-vos e fortalecer-vos com a graça especial de um novo Sacramento para poderdes assumir o dever de mútua e perpétua fidelidade e as demais obrigações do Matrimônio. Diante da Igreja, vou, pois, interrogar-vos 
sobre as vossas disposições.
Sophia Sampaio Abrahão e Micael Leandro de Farias Borges, viestes aqui para celebrar o vosso Matrimônio. É de vossa livre vontade e de todo o coração que pretendeis fazê-lo?
- Sim! - Respondemos juntos, nos olhamos e sorrimos. 
Vós que seguis o caminho do Matrimônio, estais decididos a amar-vos e a respeitar-vos, ao longo de toda a vossa vida? 
- Sim! - Respondemos juntos outra vez, nos olhando nos olhos. 
Estais dispostos a receber amorosamente os filhos como dom de Deus e a educá-los segundo a lei de Cristo e da sua Igreja? 
- Sim! - Dessa vez olhamos pra Alycia e para João ali do lado, ela que já segurava a almofadinha com as alianças. 
Uma vez que é vosso propósito contrair o santo Matrimônio, uni as mãos direitas e manifestai o vosso consentimento na presença de Deus e da sua Igreja. - Colocamos as mãos direitas uma em cima da outra, agora estávamos um de frente para o outro. 
Eu, Micael Leandro de Farias Borges, recebo-te por minha esposa a ti Sophia Sampaio Abrahão, e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida. 
Eu Sophia Sampaio Abrahão, recebo-te por meu esposo a ti Micael Leandro de Farias Borges, e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida. - A essa altura eu já estava chorando pra caramba, já nem enxergava nada. Falamos essas frases colocando as alianças e os meus votos quase não saíram direito. 
Confirme o Senhor, benignamente, o consentimento que manifestastes perante a sua Igreja, e Se digne enriquecer-vos com a sua bênção. Não separe o homem o que Deus uniu.  - E assim encerrou ele, todos na igreja disseram um coro de "Graças a Deus." - Pode beijar a noiva. - E então teve inicio o nosso primeiro beijo de Marido e Mulher. Parecia diferente, parecia que só tínhamos nós dois ali e de repente, a igreja explodiu em aplausos. 

23 comentários:

  1. QUE CAP LINDO ❤❤❤❤❤❤❤

    ResponderExcluir
  2. AMEEEEEEEEEEEEEEEEEI ADOREEEEIIIIIIII POSTA BÓNUS PFVO

    ResponderExcluir
  3. Nao gostei muito desse capitulo. Nao teve oq eu esperava

    ResponderExcluir
  4. Queremos bônus, pra ontemmmmmmmmm❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤

    ResponderExcluir
  5. Q lindos posta mais <3

    ResponderExcluir
  6. Máaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaais

    ResponderExcluir
  7. que lindo, gostei muito do capppppppppp.

    ResponderExcluir
  8. Posta mais pelo amor de Deus

    ResponderExcluir
  9. cade vc MULHER CADE VOCEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

    ResponderExcluir
  10. VOLTA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. to curiosa dms jdfhgfhgdugdu contttttttt

    ResponderExcluir
  12. Continuaa,tá linda demais ♡♡♡♡♡

    ResponderExcluir