Futuro Planejado - Capitulo 54

Eu acordei as cinco na manhã seguinte, ouvia o choro da Clarinha pela babá eletronica e me levantei indo até seu berço. Ela parou de chorar assim que me viu, eu estiquei meus braços para tira-la do berço.
- Ai filhota, podia aguentar mais umas duas horas, mamãe ainda tá com sono! - Eu disse indo me sentar na cadeira de amamentação que tinha ali no quarto dela. Tirei um lado da camisola e ela rapidinho abocanhou meu seio esquerdo sugando com vontade. 

Eu balançava e cantarolava uma canção de ninar baixinho e aos poucos vi os olhinhos azuis dela se fechando, mas ela ainda sugava. Eu levantei e fui para o meu quarto, quando tirei o seio da boca dela, ela começou a resmungar então percebi que ela ainda não dormia. A coloquei na cama entre eu e o Mica e ela continuou a mamar ali no meio, dessa vez de olhos bem abertos por um tempo. Depois de alguns minutos eu senti ela puxar mais fraco, foi então que eu percebi que ela dormia. Vesti a alça da camisola e então fechei meus olhos esperando tirar um pequeno cochilo até as sete.
Acordei e quando abri os olhos dei de cara com Micael sentado na beira da cama me observando. Ele sorriu quando me viu de olhos abertos, e eu pude perceber que a Clara estava segurando minha roupa enquanto dormia.

- Bom dia Minha linda! - Ele disse sorrindo ainda
- Bom dia amor, ainda estou com sono! - Eu disse fazendo dengo.
- Ela acordou a noite foi? - Perguntou curioso agora olhando pra bebê que ainda dormia serenamente.
- Por volta das cinco, ai eu a trouxe pra cá. - Disse e soltei levemente a mão dela da minha roupa, pra poder levantar.
- Vamos deixar ela ai? - Perguntou com algum receio.
- Sim, é só fazer a famosa barreira de travesseiros e pronto. - Sorri pra ele e começamos a construir a barreira. - Vou ao banheiro, tomar meu banho.

Fui direto ao banheiro e vi que ele desceu provavelmente a cozinha.  Escovei os dentes, me depilei inteira, lavei os cabelos enfim, banho completo e depois sai enrolada em uma toalha. Quando abri meu guarda roupa eu pensei em não usar preto naquele dia, não tinha mais necessidade, mas ai estava o problema, eu só tinha roupas pretas ali, ou pelo menos era a parte que predominava. Micael apareceu no quarto e me abraçou por tras.

- Sabe que eu adoro você quando está assim só de toalha, fica ainda mais gostosa! - Ele disse e me deu um beijo no pescoço.
- Amor, eu queria usar algo diferente de preto, mas minhas blusas sociais são todas assim. - Fiz biquinho.
- Ah tem que ter alguma coisa amor! - Nós então começamos a vasculhar tudo e eu encontrei em cima do armario uma bolsa com algumas roupas minhas que eu não usara desde a "morte" de Micael.
- Acho que posso usar esse vestido aqui, se ainda der em mim, já que engordei. - Minha voz até falhou no final dessa frase.
- Você não fica gorda amor, fica cada dia mais gostosa. - Apertou minha bunda e eu soltei um leve gemido. 
- Não é hora pra isso. - O repreendi - Vou levar e pedir a Esmeralda que passe pra mim. - Peguei o vestido, dei um selinho nele e então segui para a escada com o vestido em mãos e o entreguei a empregada para que o passasse.

Me sentei a mesa do café ainda só de toalha, Micael chegou logo depois. 

- Vai tomar café assim? - Ele perguntou ciumento.
- Tô esperando meu vestido, não faz sentido eu colocar uma roupa pra depois trocar, além do que só tem mulheres nessa casa. - Eu disse agora passando requeijão na minha torrada e comendo.

Nós tomamos café, em seguida fomos nos arrumar. Eu coloquei o vestido rosa bebê social, fiz uma maquiagem leve e já estava pronta pra sair. Micael colocou seu terno, que eu ainda tinha mantido no lado do armario e calçou seus sapatos, quase estavamos prontos pra sair.

- Amor, você deixa ela com quem? - Ele me perguntou sobre a Ana Clara.
- Eu pago um extra a Esmeralda pra ficar de babá dela até eu chegar.
- Hum, entendi. Mas hoje, nós vamos levar ela né? - Perguntou cauteloso.
- Mas por que? Estamos indo para a empresa Micael, não tem sentido.
- Amor, você prometeu que iamos procurar aquela senhora hoje - Ele fez um pausa rapida e logo continuou - Eu quero que ela conheça nossa filha!
- Se for perigoso Mica? - Perguntei apreensiva.
- Não vai ser. Por favor amor, vamos levar ela.

Olhei minha filha agora acordada na cama e me dei por vencida, se era importante pra ele eu o faria. Tirei meus saltos e fui preparar o banho da Clara, ja que ela iria conosco.

9 comentários:

  1. Continuaaaaaa!!!!👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
  2. A sophia vai fazer o que agora ? Ela largou a faculdade pra cuida da empresa dele e agora que ele volto ela vai ficar em casa ? Acho que ela podia ser a vice presidente dele

    ResponderExcluir