Futuro Planejado - Capitulo 3

Mica: Acho que você ta fazendo muito drama.
Soph: Vamos entrar.
Mica: Vamos, eu vou embora.
Soph: Graças a Deus.

E então nós entramos. Eles não demoraram a ir embora e eu me tranquei no quarto. Liguei imediatamente pro meu namorado.
Soph: Leo?
Leo: Amor.
Soph: Tô com saudade!
Leo: Vem me ver.
Soph: Onde?
Leo: Na pracinha de sempre.
Soph: Ok, estou indo. Te amo.
Leo: Eu também te amo princesa.
Ele desligou o telefone e eu pulei da cama pra ir ver ele.
Renato: Onde a senhorita vai?
Soph: Ver o Leo.
Branca: Tá louca Sophia? Você tem que terminar com esse rapaz.
Soph: Eu amo ele.
Renato: Você tem que amar seu noivo.
Soph: Eu já disse que não quero me casar.
Renato: Você vai, querendo ou não.
Soph: Tchau, tô saindo.
Ela caminhou até a praça, viu Leo de longe sentado no banco.
Leo: Oi Minha princesa, o que aconteceu?
Soph: Eu vou ter que me casar.
Leo: Mas você não tinha dito que não ia?!
Soph: Não tenho escolha. A gente tem que terminar.
Leo: Amor, eu te amo.
Ela agora chorava, ele também.
Soph: Eu também te amo. Mas é assim, não tem escolha.
Leo: Eu vou te esperar.
Soph: Eu vou me separar.
Leo: Eu vou ficar esperando.
Eles se beijaram.
Soph: Eu vou indo.
Leo: Você sabe que a gente ainda vai se encontrar né?
Soph: Claro, Seu pai é um dois sócios do meu.
Leo: Eu não sei por que seu pai o escolheu pra casar com você.
Soph: Nem eu.
Leo: Eu te amo.
Soph: Eu sempre vou te amar.
Ela então voltou pra casa. Subiu direto pro quarto.
Os dias foram se passando quase que rápido demais, Sophia olhava os preparativos de seu casamento e não dava muita bola, experimentou o vestido sem entusiasmo. Ela passou os dias sem falar com o Leo, mas já estava morrendo de saudades.  A faculdade ela tinha trancado na sexta feira, sua vida praticamente estava terminando. Seria mantida prisioneira e jamais perdoaria seus pais por terem feito ela passar por aqui.

Chegou o grande dia, o sábado. Ela se olhava de vestido branco no espelho de corpo que tinha em seu quarto. Seu cabelo em um coque ornamentado pronto pra prender o véu com a grinalda.  Ela se analisou, e então chorou. Não estava feliz, não queria se casar com ele. Sua mãe entrou com o véu em mãos e viu a filha chorando.

6 comentários: