Reviravolta - Capitulo 3

Nós fizemos de tudo, desde o cabelo uma das outras até jogar adedonha. Rimos muito e agora estavamos as três no quarto de Lua, eu estava com a cabeça deitada no colo dela e Mel estava com minhas pernas no colo. Eu vestia um pijama da Lua, que não era criativo, pois tinha uma Lua desenhada bem na frente. Agora conversavamos.


- Sentimos sua falta aqui. - Disse Lua fazendo carinho na minha cabeça.
- Eu também senti a falta de vocês! - Disse com sinceridade.
- Então vamos ser sinceras, por que você se afastou, o que nós fizemos Sophia? - Mel perguntou com a voz angustiada.
- Nada, vocês não fizeram nada. Acho melhor não falarmos disso. - Minha voz falhou.
- Nós precisamos saber, Você é nossa melhor amiga Sophia. Juramos nunca deixar uma pra trás. - Lua interferiu.
- É só que... - Travei, não consegui falar.
- Fala - Me deu força Mel.
- Eu só não tinha forças pra sair com vocês... - Era dificil falar de algo que eu sempre mative em segredo. - Eu sabia que se saisse para o shopping com vocês era quase que certo encontrar o Mauricio e eu não estava e não estou preparada para encontrar com ele. - Senti lagrimas descendo.
- Mas amiga, nós não fariamos isso com você. - Lua fez mais carinho em minha cabeça.
- Chay é o melhor amigo dele, não queria correr esse risco, gente eu não sou forte o suficiente para isso. Eu amo ele. - Disse agora me entregando as lagrimas e sentei.
- Ô amiga, a gente sabe que você o amava, que vocês iam casar. Mas não fica assim.
- Cara, é muito dificil. Tento me fazer de forte, de superior, fingir que não sofro, mas doi, doi muito. - Falei chorosa - Tem um mês, mas dói como se fosse um dia. Parece que nunca vai passar.
- Vai passar Sophia, você não pode mudar com as suas amigas por causa daquele idiota. - Mel disse rapido - É isso que ele é, um idiota. Ele que saiu perdendo, por que a Larissa é uma piranha que Jamais chegará aos seus pés. Você vai conhecer alguém que realmente te ame e que mereça o seu amor! - Ela completou.
- Não quero saber de homem nenhum. Eles não prestam. Você pode ser a melhor mulher, mas eles sempre vão precisar de outra na rua.
- Amiga eu entendo essa sua revolta, mas você não vai viver sem homem. Daqui a pouco arruma um namorado. - Lua disse.

Ficamos nesse debate mais um tempo e adormecemos umas por cima das outras. Quando acordei me mexi e elas se mexeram também, assim acordando. Me espreguicei e senti um repuxar nas minhas costas.

- Ai gente, acho que dormi de mau jeito. - Reclamei.
- Ah eu também, credo. Ta doendo tudo. Gente que sinistro. - Lua resmungou
- Vamos tomar café, tô com fome e tenho que ir embora.
- Vamos sim, mas eu vou escovar os dentes, já que vocês não tem escova podem esperar lá em baixo.

Todas nós nos arrumamos, eu vesti meu vestido de novo e a Mel a sua roupa, tomamos café e as duas cismaram de me levar até em casa andando. Nós caminhavamos por uma rua, não era exatamente vazia, meu celular estava na minha mão e quando eu vi não estava mais. No curto segundo que levei pra olhar pra trás e gritar pega ladrão. Um homem forte, moreno tinha passado correndo por mim e levado meu celular. Mais a frente um circulo de homens tinha pego o rapaz e estavam batendo nele. Eu me aproximei junto com as meninas.

- Parem, vocês vão mata -lo. - Gritei e nada adiantava. - PAREM
- Ele é um ladrão. - Um homem qualquer me falou.
- Mas é um ser humano, vocês não sabem o que ele passa.

Entrei no meio daqueles homens e olhei atentamente. Estava desmaiado, peguei meu celular do chão e analisei aquele homem. Primeira conclusão, era lindo. Segunda, não o conhecia, mas sentia que precisava ajudar!

4 comentários: