Reviravolta - Capitulo 93

Eles não demoraram muito a ir embora e então eu levei Alycia pra tomar banho. Nós ficamos deitadas na cama, abraçadinhas.
- Você demorou muito, mamãe! - Ela falou depois que eu pensei que ela já estava dormindo.

- Eu e o papai fomos na casa da sua vó. - Falei e ela se sentou e olhou pra mim.
- Claro que não, minha vovó mora aqui! - Me corrigiu, se achando esperta.
- Aqui mora sua vovó, a minha mãe. Nós fomos procurar a sua vó, mãe do seu pai. - Eu falei e ela fez cara de surpresa.
- Então eu tenho duas vovós? - Ela falou com olhos arregalados e depois um sorriso surgiu quando eu assenti. - Mamãe? - Tinha expressão cautelosa agora.
- Oi meu amor, fala. - Disse e passei a mão por seu cabelo.
- Eu tenho duas vovós, dois papais... eu tenho duas mamães também? - Ela falou meio desesperada. - Eu não quero outra mamãe!
- Não filha, você nunca vai ter outra mãe. - Eu a abracei e ela pareceu relaxar, eu ri daquela situação, era uma boa logica. ouvi meu telefone tocar e Alycia atendeu.
- Papai! - Ela falou empolgada, eu nem sabia se era mesmo Micael. - Você não vem? - Quando seu sorriso se abriu, tive certeza de que era ele. Então ela largou o telefone em cima da cama e desceu correndo.
- Alycia, desce as escadas devagar. - Eu gritei, mas nem sei se ela me ouviu. Peguei o celular da cama e coloquei no ouvido. - Alô?
- Oi amor! - Ele falou com a voz carinhosa.
- Oi lindo, tá onde? - Perguntei e me levantei indo atras de Alycia.
- Aqui no portão. - Ele falou e então eu ouvi a voz dela gritando "Papai". Desliguei o aparelho rindo. Cheguei na sala e eles estavam entrando, ela no colo dele.
- Ô menina, você vai se machucar se descer as escadas correndo que nem uma louca. - A repreendi. - Não pode.
- Desculpa mamãe! - Falou fofa e quase me fez voltar atrás.
- Não é só pedir desculpas, tem que prometer que não vai fazer outra vez... - Disse ainda seria e ela abaixou a cabeça no ombro de Micael. Ele olhou pra mim, mas nem disse nada.
- Vamos lá pra cima. - Falei subindo as escadas e pude ouvir que Micael me seguia. Ficamos os três na minha cama, como a familia feliz que eramos.
- Pensei que não ia ver mais, papai! - Ela disse fofa.
- E você acha que eu ia deixar de ver a minha princesa? - Ele disse e beijou sua barriga, fazendo cocegas. - Como foi o seu dia? - Perguntou assim que parou.
- Brinquei o dia todo com a dindinha e com o papai Diego. - Ela sorriu.
- Ah que bom então né. - Ele fingiu entusiasmo.
- Uhum, eu tava correndo com eles ai derrubei suco na minha blusa. - Fez um biquinho.
- Mas também, se tava bebendo suco, por que foi correr? - Revirou os olhos.
- Eu e o papai subimos pra mamãe trocar minha roupa, ela tomou um susto e...
- Alycia, pra que tantos detalhes. Vamos falar sobre o que vamos fazer amanhã!
- O que vamos fazer amanhã? - Ela me perguntou empolgada, Micael ficou em silencio. - Ué, vou levar você pra conhecer a sua nova vovó.
- Amanhã? - Ele parou de pensar e me respondeu - Amanhã eu não posso...
- Eu vou com ela, sei o caminho. - Disse convincente.
- Sophia se aquele homem estiver lá pode fazer alguma coisa com vocês duas. - Falou com um medo no olhar.
- Ele não vai fazer nada, Micael! - Fiz carinho em seu rosto. - E eu quero falar com a Bruna, estou preocupada com ela.

5 comentários:

  1. Que bom que voltou a postar com frequência, sua história ta ótima

    ResponderExcluir
  2. Aaammmmeeeiiii. Posta bonus

    ResponderExcluir
  3. continuaaaaaaaaaaaaa please!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir