Reviravolta - Capitulo 96

- Eu amo você, sabia? - Falei enquanto ela estava deitada no meu peito, ainda ali no jardim. - Amo seus chiliques, amo seu corpo, amo a forma como diz meu nome, ataques de ciume... Não existe uma sequer parte de você que eu não ame por completo.

- Nossa! - Ela me olhou ainda sem levantar a cabeça, eu comecei a fazer cafuné nela. - Que noivo romântico eu tenho. - Falou e me fez rir. - Também amo cada pedacinho de você.
- Esse nosso casamento podia chegar logo. - Falei e ela riu.
- Parece uma eternidade né. - Concordou.
- Pior que sim, não vejo a hora de poder dormir com você todos os dias. - Dei um beijinho em sua cabeça.
- Nem eu. - Ela concordou. - Mô, como o João está? - Pareceu preocupada.
- Tão ansioso pro nosso casamento quando a gente. Quer sair logo de lá. - Ela me olhou.
- Ele vai. - Se levantou sorrindo e em seguida eu levantei também. - Vamos, amanhã será um longo dia, tenho que dormir.
- Sophia, tem que me prometer que se aquele cara encostar um dedo em você, você vai me falar. - Eu estava com medo.
- Ele não vai fazer nada, relaxa. - Me deu um selinho e então eu respirei fundo.
- Tudo bem. - Disse hesitante. - Vou embora agora.
- Tá, boa noite meu amor. - Ela me deu um beijo e então eu sai da casa dela.

No dia seguinte, Sophia narrando.

Acordei por volta das nove com Alycia me cutucando. Eu enrolei pra abrir os olhos e virei para o outro lado, mas não adiantou,  ela continuou tentando me acordar e conseguiiu, peguei meu celular e olhei a hora. 8:30h.

- Você tem que parar de me acordar, sabia? - Ela veio pra cima de mim e me deu um beijo de bom dia.
- Bom Dia, Mamãe! - Não tem nem como brigar por ter me acordado.
- Bom dia meu amor. - Falei agarrando ela e a enchendo de beijinhos. Ela gargalhou. - Fome?
- Não, eu já comi. - Me olhou rindo sapeca.
- Me acordou pra que dona moça? - Falei séria, pra ela achar que eu estava irritada.
- Saudade mamãe. - Fez uma carinha muito fofa. - Eu tava com saudade de você.
- Ai que coisa mais linda. - Eu a abracei forte, mais tão forte que ela ate reclamou.
- Tá doendo - Disse sufocada e eu a soltei.
- Vamos tomar banho pra ir lá na casa da sua nova vovó? - Tentei parecer entusiasmada e funcionou, ela se animou.
- Vamos! - Saiu correndo pro banheiro e provavelmente já tirando a roupa. Eu ri e segui ela. Escovei os dentes, fiz xixi e então fui pro banho, junto com ela.
Quando sai, a vesti com um vestidinho rosa, bem infantil, sem mangas e com uns botões atrás. Eu peguei uma calça jeans e coloquei uma camisa rosa também, pra combinar com ela. Sandalias de salto, obvio pra mim e sapatilhas pra ela. Penteei seus cachinhos e coloquei uma presilha de borboleta em sua cabeça, meus cabelos estavam soltos também. Saimos do quarto e meus pais estavam na sala, A mãe de Lua e a de Mel estavam ali, meu pai meio que sobrava,
- Vai sair filha? - Meu pai perguntou.
- Vou sim, levar Alycia pra passear. - As duas senhoras ficaram olhando Alycia com sorrisos bobos.
- Tá precisando de um motorista? - E então eu vi que ele queria era escapar dali.
- Tô não, pode ficar ai, não se preocupe. - Me vinguei por ontem a noite, ele viu no meu olhar. - Tchau  gente, bença mãe, bença pai.
- Deus te abençoe. - Dei a mão a minha menina e então sai dali rumo ao carro. - Fomos conversando por todo o caminha até que parei em frente a casa da dona Antônia. Alycia olhou aquele lugar estranhando, nunca tinha visitado um lugar assim, parecia assustada,
- Vamos lá? - Perguntei e ela me olhou insegura.
- Quero ir pra casa. - Falou quase chorando.
- Você vai gostar daqui, vamos.
Sai do carro e abri a porta de trás pra tirar ela da cadeirinha. Bati no portão e não demorou muito até que Matheus o atendesse.
- Cunhada! - Falou animado e eu sorri. - Ue, cadê meu irmão?
- Trabalhando hoje. - Falei um pouco desanimada. - Vim trazer Alycia pra vocês conhecerem. - Ele olhou pra baixo e a viu escondida atrás de mim.
- Ei princesa! - Ele abaixou e a encarou. - Não precisa ficar com medo. - Ela me olhou apreensiva,
- Filha, ele é irmão do seu pai. - Ela pareceu considerar.
- Dá um abraço aqui pro tio... - Eu assenti pra ela que ainda estava em duvidas e então ela foi dar um abraço nele. Ele se levantou com ela no colo sorrindo.

5 comentários:

  1. ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤ cooooonttttt

    ResponderExcluir
  2. Ta muito booom,continua.

    ResponderExcluir
  3. que sera que vai dar.... to curiosa

    ResponderExcluir
  4. posta maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaais

    ResponderExcluir