Futuro Planejado - Capitulo 63

- Eu também te amo! Por isso tenho medo, de que alguem consiga separar nós dois. - Eu disse e o abracei mais forte. Clarinha resmungou.

- Calma, nosso amor é mais forte que tudo. - Ele disse e me beijou. Nossa filha nos atrapalhou com alguns tapinhas em nossos rostos.
- Como foi o seu dia? - Ele me perguntou, depois que desistimos do beijo.
- Foi legal, passei o dia inteiro com a minha mãe! Fizemos muitas coisas juntas! - Eu disse sorrindo com a lembrança. - Por que não me ligou assim que chegou?
- Imaginei que você tava matando a saudade da sua mãe. Não quis atrapalhar.
- Ah para, meu pai chegou em casa ai eu fiquei desesperada! - Eu ri sem graça.
- Com o que? - Levantou uma sobrancelha pra mim.
- Com o fato de você estar em casa sozinho com aquela lambisgoia mal amada! - Devo ter uma expressão bem feia porquê ele olhou e riu.
- Ai meu Deus, que bobeira Sophia! - Ele deu um beijo em minha testa. - Eu nunca trairia você. Nunca.
- Só fiquei com medo. - Dei de ombros. - Bom vou subir pra dar banho na minha filha. Pra ela mamar, e tirar um cochilo.
- Tá bom. Vou ficar aqui vendo televisão. - Ele se sentou e assoprou um beijo pra mim.
Eu subi as escadas e fui direto pro meu quarto. Coloquei a Clara na cama entre travesseiros e fui escolher a roupa dela. Peguei fralda, pomada, toalha, roupinha, escova de cabelo e uma colonia e deixei a cama preparada pra quando voltasse. Tirei sua roupinha e fui pro banheiro. Enchi a banheira com água do chuveiro mesmo, tinha uma temperatura boa. Ela chorou, ô garota porquinha pra não gostar de água, fazia um escândalo pra tomar banho que parecia tortura. Terminei o banho e a tirei da banheira indo em direção a cama. Coloquei em cima da toalha, agora ela já parava de chorar.
- Ô filha, foi só um banho, pra bebê mais linda do mundo ser a mais cheirosa também! - Disse pra ela e deu um cheiro em seu pescoço arrancando um sorriso.
Vesti minha filha e fui para o quarto dela, sentei na poltrona e comecei a amamentar ela balançando de um lado pro outro. E então ela finalmente dormiu depois de algum tempo. Coloquei no berço e voltei pro meu quarto. Arrumei minha bagunça e foi a minha vez de tomar banho. A água quente me relaxava e não dava vontade nenhuma de sair de lá. Mas a consciência dizia pra sair. Enrolei-me na toalha e dei de cara com Micael deitado em nossa cama, me olhando fixamente.
- Que foi? - Perguntei presa ao seu olhar.
- Você é muito gostosa! - Eu ri, ele se levantou e veio até mim. Beijou minha boca, desceu ao pescoço. Estava sedento, me deixando sem ar.
- Micael... Que isso... - Quase não consegui falar.
- Saudades desse teu corpo, vem!
Então ele me puxou pra cama e tirou minha toalha. Beijou meu corpo e depois me fez de sua, mais uma vez. Parecia que nós nunca iriamos enjoar um do outro. Só pararíamos por necessidade. Mas aquele choque, aquele tesão sempre ia existir. Fomos feitos um para o outro, sem duvidas e ai de quem tente se meter em nosso meio.
Nos levantamos e fomos tomar o banho. Ele pegou o sabão e veio passar em mim.
- Eu Ainda sei me ensaboar! - Eu disse rindo.
- Faço isso muito melhor que você! - Ele disse e continuou a alisar meu corpo.
- Eu te amo tarado, senti tanto a sua falta, mas tanto. - Disse lembrando daqueles tempos ruins.
- Eu sei amor, mas esqueça o que passou! Tô aqui, e agora vamos ficar juntos pra sempre! - Disse e me beijou por fim. É para sempre...
8 meses Depois...

6 comentários:

  1. Poste logo visse !!!!!!!!!!!! Não to querendo ir na sua casa , mas se possivel eu apareço aí e lhe obrigarei a escrever

    ResponderExcluir
  2. Continuaaaaa a web ta acabando? Diz que nao!!

    ResponderExcluir