Futuro Planejado - Capitulo 68

Olhei para o berço e vi que a Clara dormia. Me olhei no espelho, estava com a cara péssima. Ajeitei a blusa e desci.
A primeira impressão foi de um Micael lindo, vestindo uma calça social preta e uma blusa também social só que branca. Ele tinha o terno em um dos braços e uma expressão bem séria no rosto.



- Eu quero falar com a Sophia, Branca. Agora! - Ele disse forte e alto.
- Ela não tá bem Micael, não acho que vai fazer bem a ela.
- Não importa, eu quero acabar com isso de uma vez por todas. - Ele disse ainda alto e meu coração disparou.

Acabar com o que? Será que era com o nosso casamento? Eu estava apenas cinco dias fora de casa e ele já tinha preparado os papéis do divorcio? Estava horrorizada com a ideia.

- Micael, esse não é o momento e por favor fale baixo, minha filha e meu marido estão descansando. Renato não está muito bem assim como Sophia.
- Branca, Por favor colabore. Eu não irei embora sem resolver isso de uma vez por todas. - Disse firme e então eu tomei coragem pra descer. Olhei pra trás e vi que meu pai estava ali também. Nós descemos juntos.
- Mas que gritaria é essa aqui? - Meu pai falou antes de mim. - Não se tem paz?
- Desculpe Renato, mas eu preciso falar com a Sophia. - Ele me mediu dos pés a cabeça. Eu estava com uma regata rosa e um short jeans surrado. Como já havia dito, minha cara não era das melhores.
- Não tinha necessidade de gritar. - Meu pai disse.
- Fala Micael, o que você quer. - Tentei parecer indiferente mais já estava doendo no meu coração.

Ele então colocou a mão em seu bolso traseiro e retirou uma foto. Meu pai e minha mãe ficaram em silêncio só observando assim como eu. Micael estendeu a foto para que eu visse sem dizer uma só palavra.
Era uma foto nossa, mas eu nem aparecia na foto. Foi tirada um pouco antes de sua "morte", estávamos numa pracinha e pedimos a um homem que tirasse uma foto nossa. Nós nos beijamos e o homem tirou a foto, meu rosto não apareceu por que Micael me tampou quase que por completo, só apareceu meus cabelos loiros, ainda sim só um pouco. Meu vestido era roxo com florzinhas brancas e minha sapatilha roxa combinava. Aquela foto era uma ótima lembrança, mas não me lembro de ter imprimido ela.

- O que tem essa foto? - Eu disse, ainda querendo parecer indiferente, mas aquela foto tinha me feito lembrar dos momentos bons que nós vivemos.

Ele não respondeu, apenas levantou uma sobrancelha, colocou o terno em cima do sofá, enfiou a mão no outro bolso e tirou outra fotografia. Estendeu a mim e essa doeu olhar. Era a foto dele com aquela ruiva, dele a beijando, aquela que fora motivo da nossa briga. Eu evitei olhar, e me virei pra ele.

- Onde você quer chegar com isso? - Perguntei séria prendendo o choro.
- Analisa as fotos que você vai ver. - Segurei as duas fotos lado a lado e então me assustei.

As fotos se pareciam muito, Micael estava na mesma pose beijando a ruiva, que vestia um vestido como o meu, só que preto. As sapatilhas eram roxas ainda. Era a mesma foto, eu constatei e me senti idiota no mesmo momento. Como pode, olhei mais algumas coisas, pequenos detalhes da foto que foram mudados.

- Consegue perceber, é a mesma foto. Armaram, modificaram uma foto nossa. - Ele disse com um som de vitoria na voz.
- Micael, me desculpa! - Eu disse, não fazia ideia do que viria pela frente...

16 comentários: