Futuro Planejado - Capitulo 84

Micael enfim se levantou do meu lado e foi em direção a porta. Eu chorava tanto que não estava aguentando mais, talvez nem tinha mais lágrimas depois que isso tudo passasse. Apertei a Anny um pouco mais e ela resmungou.

Mica: Clara! - Ele disse alto e chamou atenção de todos que estavam ali, eu levantei e fiquei parada olhando em direção a porta.
Tinha uma mulher, nossa vizinha, a filha dela de cinco aninhos e a Clarinha ali com ela. Meio descabelada e com cara de fome. Ela tinha um machucado no joelho e outro no braço e não estava mais com a sua boneca. Doeu ver minha filha assim. Ela se jogou pro colo do pai e ele a segurou. Eu passei a Anny pra minha mãe e fui até lá.
Soph: Filha! - Passei a mão por seus cabelos e costas enquanto ela abraçava Micael. Ela não se mexeu e nem olhou pra mim. - Clara meu amor, fala com a mamãe. - Continuou me ignorando.
Mica: Mônica, onde ela estava? - Micael mudou de assunto.
Mônica: Levei minha filha naquele pracinha que tem pouco depois do centro. Quando estávamos vindo embora vimos a Clara lá sentada no chão sozinha chorando. Ela não falava o que tinha acontecido, nem se vocês estavam lá. Deduzi pelo estado dela que não estavam...
Soph:  Não, ela saiu sem eu ver.
Mônica: E como você deixa sua filha de quatro anos sair? Você tem problema?
Soph: Você me respeita heim.
Mônica: Podia ter acontecido algo serio com essa criança, que irresponsabilidade.
Mica: Mônica, não exagera. Não foi culpa da Sophia, a Clara fugiu.
Mônica: E fugiu por que? - Falou séria - Devido a péssima mãe que tem.
Soph: Eu não sou péssima mãe!
Mônica: Se não fosse, ela não fugiria. Ou melhor, ela não ia querer fugir. Ótima mulher que você escolheu heim Micael. Vou embora. Cuidem melhor da Clara.
Então era isso, eu era uma péssima mãe? Não tinha pensado nisso. Ela foi embora e deixou aquele ar pesado entre eu e Micael, que me olhava diferente. Clara ainda tinha o rosto escondido no peito dele. Eu queria abraçar a minha menina, mas aparentemente ela tinha raiva de mim. Como uma criança pega raiva da mãe assim? Por céus!
Soph: Me dá ela aqui!
Mica: Soph, ela não quer.
Soph: Preciso dar banho e cuidar dela Micael.
Mica: Sua mãe faz isso.
Soph: A mãe dela sou eu, não a minha mãe!
Mica: Mas Soph, ela tá assustada ainda.
Soph: Micael eu não sou uma péssima mãe. Não sou! - Ele suspirou.
Mica: Não disse que era, pedi pra respeitar o momento dela. É só uma criança.
Soph: Eu sei, mas quero dar um abraço nela, quero um beijo. Quero ela comigo. - Chorei mais ainda e ele me abraçou de lado por causa dela, mas a própria não se mexeu.
Mica: Tenta!
Eu tentei pegar ela do pai, mas ela se segurou com toda força no pescoço dele. Cara, eu não tinha feito nada demais.
Soph: Filha, vem com a mamãe. A gente toma banho depois come alguma coisa bem gostosa. - Ela balançou a cabeça, ainda de costas.
Micael pegou na minha mão e nós voltamos pra sala. Todos fizeram círculo em volta dele pra ver a Clara. Ela olhou minha mãe e abriu os braços pra ela, procurei a Anny e a vi no colo do meu pai. Clara sempre teve um amor pela minha mãe.  Eu queria poder tocar minha filha, agora no colo da minha mãe.
Mica: Sogra, me dê ela aqui que eu vou lá dar um banho nela.
Branca: Ué, por que a Sophia não Vai?
Mica: Ela vai comigo.
Branca: Ah sim, toma aqui.
Mica: Vem filha! - E ela foi de bom grado pro pai.
Jorge: Tudo resolvido, vamos pra casa. Deixem eles conversarem com a Clarinha.
Renato: Tem razão. Toma aqui filha. - Me deu a Anny. - Cuidem dela direitinho agora. - Deu um beijo na testa de Clara.
Todos se despediram e saíram aos poucos. Eu e Micael subimos, passei no nosso quarto e deixei a Anny presa no cercadinho. E fui pro quarto da Clara, mas não entrei ela estava conversando com o Micael.
Mica: Por que você não quer falar com a mamãe?
Clara: Porque ela não me ama!
Mica: Claro que ama!
Clara: Ela só ama a Anny.
Mica: Até parece, se você visse o desespero dela quando percebeu que você sumiu. - Ele tirava a roupinha dela.
Clara: Ela nunca me dá atenção papai, nunca tem tempo pra brincar comigo.
Mica: Filha, a Anny é só um bebê e você já é uma mocinha.
Clara: Que que tem?
Mica: Tem que ela precisa de cuidados, por que não faz nada sozinha. Ela nem fala. Você como já tá uma moça, deveria ajudar a mamãe a cuidar dela. Não ficar com ciuminho. Coisa de bebê isso.
Clara: Eu sou um bebê.
Mica: Ah então vou te tratar como um. Você não pode falar.
Clara: Não papai.
Mica: Então promete pro papai que você nunca mais vai fazer isso. Deixou eu e sua mãe quase malucos.
Clara: Não vou fazer... Sabe, eu amo muito a mamãe, mas ela não tá nem aí pra mim.
Mica: Sua mamãe tá muito triste com você.
Clara: Tá?
Mica: Claro, você ignorou ela e falou com todo mundo. Ela queria um abraço e você nem respondeu ela tadinha.
Clara: Mas...
Mica: Sem mas, você vai pedir desculpa pra mamãe e dar um beijo beeeeem gostoso nela. Promete.
Clara: Prometo papai.
Mica: E para de querer competir com a Anny, ajuda a mamãe. Aí tudo que tem pra fazer vai acabar mais rápido e você vai ter ela toooodiiinha pra você!
Clara: Toda pra mim? - Ela sorriu e ele assentiu. - Tá bom papai.
Eu tava chorando de novo depois de ouvir aquela conversa toda. Passei as costas da mão no rosto e entrei no quarto, caminhando devagar até eles.
Soph: E ai, pronta pra tomar banho?
Clara: Sim mamãe! - Ela já estava sem roupa.
Soph: Vamos lá. - Micael olhou pra ela e ela se virou pra mim.
Clara: Desculpa mamãe, não vou mais sair, te amo muito mamãe!

19 comentários:

  1. essa mônica é uma entrometida, que bom q a clara pediu desculpa, que cena fofaaaaa, continua

    ResponderExcluir
  2. Não some mais desse jeito mdss quase morri hahahaha

    ResponderExcluir
  3. Só espero que ele não a Culpe, ele é tão culpado quanto ela

    ResponderExcluir
  4. POSTA MAIS CRIATURA, TA MUITO PERFEITA !!!!!

    ResponderExcluir
  5. Maaais Caaaaaah 😍😍😍
    Que saudade!😘

    ResponderExcluir
  6. Socorro, meu emocional não aguenta!!!!

    ResponderExcluir