Sentimentos escondidos - Cap 20

As aulas passam rapido e depois todos vao pra casa,Soph chega em casa e ve Branca sentada :
Soph : Oi mãe
Branca : Oi Filha. Preciso falar com vc.
Soph : Sobre ?



Branca : Seu pai quer se mudar..
Soph : Legal.. Pra que parte da cidade?
Branca : É ai que tá. A gente vai se mudar do Rio..
Soph : Que ?!?
Branca : Seu pai quer se mudar pra Sampa,talvez a gente fique um ano e volte.
Soph : Porque ?
Branca : A empresa Sophia.O socio dele que vive em Sampa quer passar uns tempos no Rio.E alguem precisa ficar em Sampa.
Soph : E porque meu Pai concordou?
Branca : Bom passar uns tempos em Sampa não é nada mal.É bom mudar as vezes,vc vive dizendo isso.
Soph : Eu queria dizer mudar de casa.Não de cidade , de vida , de amigos.
Branca : Sophia seu pai ja aceitou.
Soph : Sem consultar a minha opinião?
Branca : Vc sabe que quando se trata da empresa ele sempre toma as decisões sozinho.
Soph : Agora a empresa é mais importante que eu ? Que a minha vida ?
Branca : Claro que não filha.Mas a sua vida vai continuar a mesma la em Sampa.
Soph : Não , não vai! E a Lua e a Mel como que ficam?
Branca : Mas Sophia é o trabalho do seu pai.
Soph : Eu n to nem ai pro trabalho dele!Eu vou viver a MINHA vida e nela nao inclui me mudar pra São Paulo do nada! -Subiu as escadas chorando-
Branca : Sophia!-Subiu as escadas atras dela-
Soph : Me deixa em paz mãe!-entrou no quarto e trancou a porta-
Branca : Sophia abre essa porta..? -batia na porta -
Soph : Mãe , pelo amor de deus me deixa pensar em paz..
Branca fica na porta mais um cinco minutos parada e depois desiste.
Soph narrando:
Porque ele sempre decide tudo sozinho? Quando finalmente parece que a minha vida ta começando a dar totalmente certa,ele vem e decide se mudar!Mas eu não vou , não vou mesmo!!
Fiquei mais um tempo trancada no quarto e depois decidi sair de lá pra comer.
Abri a porta e desci as escadas,minha mãe agora conversava com uma amiga,passei reto pelas duas e fui pegar uma fruta,quando voltei que falei com elas.
Soph : Oi Mãe , Oi..?
Xxx : Helena.
Soph : Oi Helena,vou subir.
Subi as escadas e comecei a comer na minha cama mesmo.
Depois de um tempo meu pai chegou em casa,e eu fui falar com ele:
Soph : Pai quero falar com voce.
Renato : Estourou o cartão de credito?
Soph :Claro que não! Eu nunca fui assim! Eu quero te perguntar q maluquice é essa de ir pra São Paulo?
Renato : Sophia vc sempre quis ir pra Sampa!!
Soph : Não!Eu sempre gostei da minha vida no Rio,e eu não vou pra São Paulo com voce.
Renato: Sophia enquanto eu te sustentar voce vai pra onde eu quiser!
Soph : Vc nao pode me obrigar a ir pra São Paulo.
Renato : Tem razão,mas se vc ficar no Rio arranje um lugar pra morar e uma forma de sustento.
Soph : Pai.. -deixei umas lagrimas caírem-
Renato : Pensa bem Sophia , voce n tem nada que te prenda aqui.
Soph :Claro que tem!
Renato : O que por exemplo?
Soph : Meus amigos , meu namorado , minha escola , minha vida..
Renato : Tudo isso voce pode construir la em Sampa.
Soph : Claro que não!
Renato : Porque não?
Soph : Pq amigas como a Lua e A Mel eu n vou achar em casa esquina.
Renato : Ok,fique mas nao me peça ajuda.
Soph : O que ?
Renato: Isso mesmo , se vc ficar contra a minha vontade vc vai ter que se virar!
Soph : Eu te odeio!! -comecei a chorar e subi as escadas-
---


5 comentários:

  1. af ja vi isso em outro imagine muda isso pfv

    ResponderExcluir
  2. aff tb ja vi isso.. faça o pai de soph se arrepender..

    ResponderExcluir
  3. aiiiiin gente tadinha, ela n pode ir embora :( posta mais

    ResponderExcluir