Futuro Planejado - Capítulo 77

Mica: Sophia, você me expulsou da sua vida primeiro. Agora aguenta as consequências dos seus atos.
Soph: Tô aguentando meu amor. Já parei de reclamar.
Mica: Você tá tirando foto com qualquer homem que você conhece.

Soph: O que tem a ver uma foto.
Mica: Ah como eu devia ter feito isso, quando você tava de graça. Ir lá e tirado foto com uma a cada dia.
Soph: Micael não tem nada demais.
Mica: Ah não?
Soph: Por que não volta pra mim logo e para com isso Micael.
Mica: Eu quero que você volte. Só isso.
Soph: ... Adianta do que eu estar aí?
Mica: Olha Sophia, não sei. A única coisa que eu sei é que não gostei de saber que você tá sei lá onde e nem ao menos me avisou.
Soph: Não estou te devendo satisfação. Você não tá nem aí pra mim.
Mica: Tá muito rebelde você né.
Soph: Você sabe que eu sou assim.
Mica: Já tinha parado.
Soph: Enquanto você era meu marido.
Mica: Por um acaso eu assinei algum papel que diz que eu não sou mais? - eu sorri.
Soph: Não que eu saiba.
Mica: Então você é minha mulher, e sim me deve satisfação.
Soph: Ah eu sou? Que bom que me avisou, por que eu já tava achando que era solteira, tava dando mole pro Diego já. - Eu sorri de novo.
Mica: VOCÊ TA LOUCA?
Soph: Não tem necessidade de gritar.
Mica: Sophia cadê o amor que você diz sentir por mim?
Soph: Tá aqui, mas você não me quer.
Mica: Sophia, volta pra cá. Nós precisamos conversar.
Soph: Ah agora você quer? Então espera.

Ele suspirou e ficou mudo, a ligação caiu e eu terminei de comer. Ele ligou outra vez só que eu não atendi. Não seria do jeito dele. Escovei os dentes e fui me deitar, precisava dormir e pensar.
Depois daquele dia, foram se passando super rápido. Eu não atendi mais aos telefonemas dele, eu queria muito voltar, mas não seria assim só estalar os dedos. Me diverti bastante e nem fui conhecer o resto do nordeste, fiquei ali. Sai bastante com Diego e o conheci outros amigos dele, que também eram gays. Diego achava que eu estava agindo errado e que deveria ligar. Mas eu não faria isso.
E finalmente tinha chegado o dia de voltar. Estava morrendo de saudade de todos lá. Era o dia do aniversario da minha menina, e a noite teria a festa dela. Meu avião estava com aterrissagem marcada para as 19h, a festa já teria começado, mas eu disse que não me importava. Chegaria as 19:30h em casa.
Olhei no celular e já era 18:03h, fechei os olhos e tentei cochilar. Quando acordei já estavamos pousando. Desembarquei, fiz check-out, peguei as malas e fui procurar um taxi. O caminho estava mais engarrafado do que eu esperava e acabei chegando quase oito horas.
Paguei o taxi e peguei minha mala, era de rodinhas. Entrei pelo portão e já na porta tinham muitas bolas amarelas, eu sorri. Passei pela porta e vi Micael com a Clarinha no colo, ela parecia estar chorando, não estava animada.
A sala estava cheia de crianças e suas mães. Olhei em volta e vi que Mel, Lua, Arthur e Chay estavam perto de Micael, e todos conversavam. Me aproximei.

Mel: Sophiaaaaa! - Ela disse e fez os outros quatro olharem pra mim.
Soph: Oi Melzinha! - Larguei minha mala e fui abraça-la. 
Lua: Ah já era hora né bonita! Tava lá aproveitando aquela cidade linda e nem ai para as amigas.
Soph: Aiin tadinha. - Abracei ela também. 
Chay: E ai Pitoleca? Como você tá?
Soph: Oi Tepenico, tô bem e caminhando para ficar melhor! - O abracei, e abracei Arthur antes que ele falasse algo. Olhei pra Micael e minha filha me olhava sorrindo. - Ô princesa da mamãe, tava com saudades dessa princesa gostosa.

Peguei minha filha e ela me abraçou. Depois me largou e colocou as mãozinhas no meu rosto.

Clara: Mamã... - Ela disse, com um pouco de dificuldade mas me fazendo pular de alegria.
Soph: Aim meu amor, que linda! - Agarrei e dei bastante beijos nela. - A princesa da mamãe.
Mica: Não gostei disso. Tá comigo há uma semana e fala mamãe essa abusada.
Soph: Ahh olha o ciume. - Eu dei outro beijo nela. -  Eu tava com saudade da minha mamãe, papai - Eu afinei a voz.
Mica: Eu também... - Ele disse e eu levantei a cabeça para o olhar. 

14 comentários: