Futuro Planejado - Capitulo 79

Ele me levou a um motel, suíte 14.
O quarto era lindo e a vista era mais linda ainda. Parei em frente a janela e ele me abraçou por trás depois de um tempo.
Mica: O que  foi linda?

Soph: Tava pensando no tamanho do meu amor por você.
Mica: Hum, e qual é o tamanho? - Perguntou ao meu ouvido.
Soph: Olha lá - eu disse apontando pra frente. A quantidade de pontinhos de luz parecia infinito, e pensar que cada uma delas era uma casa, tinha uma família.
Mica: O que tem a ver?
Soph: Meu amor por você é como a luz dessas casas, parece não ter fim e isso me assusta.
Me virei e o abracei, estava com muitas saudades. Ele me abraçou de volta e deu um beijo no topo da minha cabeça.
Mica: Eu te amo demais também, doeu tanto ficar longe de você.
Soph: Eu sei, também senti a mesma dor.
Mica: Por que somos tão teimosos...
Soph: Não sei, na hora da raiva fazemos tudo errado.
Mica: Vamos tentar pensar, não quero sentir isso nunca mais. - E então seus labios calaram os meus.
O beijo foi urgente como se ele sentisse que eu podia fugir a qualquer momento. Suas mãos passeavam em meu corpo e as minhas já estavam a tirar sua camisa. Fomos pra cama e eu na tinha perdido a noção e me achado em seu corpo. Era tanta saudade misturada com desejo que já não sabia mas o que estava fazendo. Seus beijos em meu pescoço e seios misturado com a sua estocada estava me deixando louca.
Chegamos ao prazer suados e ofegantes. Não falamos nada, ficamos deitados olhando um ao outro.
Mica: Tava com saudade desse teu corpo maravilhoso.
Soph: Eu também estava.
Mica: Te amo, nunca mais fica longe de mim.
Soph: Agora você não se livra de mim nunca mais.
Mica: Que bom.
Logo levantamos e tomamos banho, depois fui para a hidromassagem e ficamos lá abraçados.
Mica: Vai voltar pra nossa casa?
Soph: Você me quer lá?
Mica: Claro que quero né amor.
Soph: Você levou alguém lá?
Mica: Ah só algumas...
Soph: MICAEL! - Virei para olhar ele.
Mica: Ah você tinha me largado.
Soph: Na minha casa? Minha cama? ECA. Só entro lá depois que trocar aquela cama.
Mica: Credo, só trocar o lençol.
Soph: Lógico que não, você tá todo errado dizendo que me ama e comendo uma vagabunda por aí.
E então ele explodiu em risadas. Riu muito, me deixou sem graça de tanto que riu. Eu virei pra frente e Cruzei os braços fazendo bico.
Mica: Deixa de ser louca Sophia, eu não comi ninguém, até porque não sou canibal. - Disse ainda rindo, mas já se controlando.
Soph: Você que falou...
Mica: Tava te zoando, não fiz sexo com ninguém, e eu não transaria na nossa cama.
Soph: Acho bom ser verdade Micael. Acho muito bom.
Mica: Você que tava lá se divertindo com aquele cara lá na viagem.
Soph: Com quem o Diego?
Mica: Haha não se faça de burra mocinha.
Soph: Ah ele é lindo mesmo, se algum dia voltassemos lá podíamos ir visitar ele.
Mica: Tá louca Sophia? Não gosto de ver ninguém te babando.
Soph: Meu amor, você gostaria dele. - Eu RI - Na verdade ele que gostaria horrores de você. - RI de novo.
Mica: Heim Sophia.
Soph: O Diego é Gay Micael, - Eu RI da cara de espanto dele - Sim, lindo de morrer, mas gay. Então você teria mais chances do que eu de ter um caso com ele.
Mica: Ah duvido muito. E para de falar que ele é lindo de morrer.
Soph: Ue, quer o telefone dele? - Perguntei cínica.
Mica: Eca Sophia. Eu tenho cara de gay?
Soph: Olha, na verdade eu queria muito que você me provasse que não é.
Mica: A queria? Hum, vou ver o que posso fazer pela senhora.
Então ele me pegou e me virou ainda dentro da hidromassagem, e nós começamos com outra sessão de amor, por nunca enjoaríamos um do outro...

11 comentários:

  1. to amando <33 continuaa

    ResponderExcluir
  2. Eles nunca vao enjoar um do outro, e eu nunca vou enjoar dessa web, continuaaaa

    ResponderExcluir
  3. Continuaaaa, ta perfeita e suíte 14 ???? Ahh meu Deus quase morri de tanto rir, só faltava você falar "banheira de espuma, nós dois se amando e a lua de testemunha" e quando virassem a Lua, Lua Blanco estivesse lá olhando, morreria horrores de tanto rir....

    ResponderExcluir
  4. Continuaaa, melhor weeb <3

    ResponderExcluir