Meu Professor - Capitulo 66

Ela chegou em casa Rodrigo ainda dormia, silenciosamente pela casa ela foi para o seu quarto e se deitou na cama pensando.

E agora? O que eu faria? O amor da minha vida tinha que ser tão mais velho que eu? Aff perguntas que eu sei que não seriam respondidas nem tão cedo. Deitada na minha cama eu vejo quão absurda essa história é. Simplesmente me apaixono pelo cara que eu transei quando estava bebada, e como se não fosse suficiente, ele ainda vira meu professor. bufei e revirei os olhos em descrença, por que eu não poderia me apaixonar por alguem normal? Ou simplesmente da minha idade? A vida não tá facil. Olho para a mesa de cabeceira e vejo que fiquei pensando mais do que eu deveria. Afinal, já era 15 para as 10h. Me recompus e desci a mesa do café, e lá estavam eles. Meu pai já tinha chegado, e meu irmão acordado. toda coragem que eu estava mais cedo acabara de sumir. Eu tinha impressão que o sangue já não circulava pelo meu corpo. Minha voz já não era mais considerada uma voz. Meu pai se levantou e veio sorrindo na minha direção, me deu um abraço.

Luiz Fernando: Filha, minha princesa!
Soph: Oi pai.. 
Finalmente sua voz saiu para dizer algo.
Luiz Fernando: Como está filha?
Soph: Estou bem pai...
Eles seguem para a mesa.
Fernando: Diga-me filha, e seu namoradinho.
Uii, ela gelou de novo.
Soph: Temos que conversar.
Fernando a olhou desconfiado e Rodrigo interessado.
Fernando: O que a senhorita anda aprontando heim?
Soph: Sabe que eu não apronto muito...
Fernando: Soph vá direto ao assunto.
Soph: Eu tô namorando... 
Rodrigo só ouvia com atenção tomando seu suco.
Fernando: Até ai eu sei... continue.
Soph: O cara é um tanto quanto mais velho...
Rodrigo a olha com os olhos arregalados.
Fernando: Não me diga que vc esta namorando alguém da minha idade, pelo amor de Deus.
Foi a vez de Sophia arregalar os olhos.
Soph: Eca pai, que nojo. Eu não namoraria com alguém de quase 50 anos.
Renato respirou aliviado, Rodrigo continuava tenso.
Fernando: Quantos anos esse cara tem Sophia...?
Ela respirou fundo.
Soph: São 12 anos de diferença, ele tem 29 pai...
Rodrigo: Sophia você não pode fazer isso!
Soph: Rodrigo não se mete.
Fernando: Sophia, vc tem certeza de que quer isso pra você?
Soph só assente com  a cabeça.
Rodrigo: Eu não acredito que você esta consentindo com esse absurdo pai.
Fernando: A Sophia já é quase de maior. Ela escolhe quem quer namorar.
Rodrigo: 12 anos? Não acha que é um exagero?
Fernando: Filho, quando você tiver uma filha, vc vai entender que em certos assuntos é melhor você deixar, do que privar. Seu filho precisa passar pelas consequência dos próprios erros.
Rodrigo: E não da pra proibir?
Fernando: Vai adiantar? 
Ele olhou pra Sophia que negou com a cabeça.
Fernando: Viu, ela veio me contar, mas se eu barrar, ela vai continuar fazendo escondida, e vai ser pior. Prefiro comigo por perto, vigiando.
Sophia sorriu ao ver a aceitação do pai. E se lembrou de um detalhe.
Soph: Tem mais uma coisa...
Fernando: Mais?
Soph: Uhum... Ele é, bem... Meu professor de Literatura.
Rodrigo: Eu não acredito que você esta namorando meu cunhado!
As palavras foram jogadas ao vento com bastante intensidade. Fernando estava calado e inexpressivo, Sophia não tinha ideia do que agora vinha por ai...

------------
Comentários se não for pedir muito!!! Bjs espero que tenham gostado.

9 comentários: