Nova Chance - Capitulo 151

O restante dos quinze dias passaram se arrastando. Sophia percebia que a enfermeira dava em cima de Micael, mas não falava nada apenas observava e sabia que o marido não queria aquela garota.
Os ultimos dias de Stephanie estavam sendo dificeis, Sophia marcava em cima e não dava mole pra menina.

Em seu ultimo dia a noite, Ela esperou na sala propositalmente já sabendo que Sophia dormia cedo e que Micael sempre descia pra tomar agua. Ela ficou sentada no sofá, com um livro na mão. Vestia um baby doll apertadinho que deixava amostra um pouco do seu bumbum, não tinha como negar que ela tinha um corpão.
Quando Micael apareceu ela figiu ler o livro.
Mica: Ué, acordada uma hora dessa?
Steph: Ainda são dez horas.
Mica: É verdade acostumei a dormir cedo. Bom, vou beber agua.
Steph: Espera, que pressa.
Ela se levantou indo ate ele. Micael a analisou, não tinha como não fazer isso.
Mica: Por que está vestida assim?
Steph: Tá feio?
Mica: Não é isso, é que não é certo. A Sophia não vai gostar.
Steph: Sua mulherzinha esta dormindo.
Mica: Stephanie, já disse que não podemos fazer isso, por que você insiste com isso.
Steph: Por que eu sinto sua falta, eu queria ter você mais uma vez. E eu tenho certeza que há muito tempo você não tem uma mulher em seus braços.
Ela se aproximou, pegou a mão dele e colocou em sua bunda, ele rapidamente puxou.
Mica: Não faz isso.
Steph: Amanhã eu vou embora. Vamos aproveitar hoje.
Mica: Não posso!!
Steph: Micael, para de se fazer de dificil.
Mica: Não estou me fazendo de nada Stephanie.
Steph: Então me dá um beijo.
Mica: Não, sem chance.
Steph: Para Micael, eu sei que você quer.
E então ela avançou pra cima dele, deu tempo de apenas um selinho, Micael ia se esquivar, mas ouviram palmas de cima das escadas o que fizeram eles olharem quase que juntos.
Sophia estava parada no topo da escada, com a cara bem seria.
Soph: Que cena bonita...
Mica: Amor eu posso explicar.
Soph: Pode? Ah eu vou querer saber, mas primeiro eu quero que você suba para o quarto e me deixe conversar com ela.
Mica: Sophia pra que, vem conversar comigo.
Soph: Não, eu tenho algumas coisas pra falar com ela.
Mica: Amor...
Soph: Micael, acho que o Murilo tá chorando, vai lá.
Ele balançou a cabeça e começou a subir as escadas a medida que a menina descia. Quando ele saiu de vista, ela parou de frente pra menina e a olhou de cima em baixo com desprezo.
Steph: Olha Sophia, não é o que você está pensando.
Soph: Achei que o meu marido fosse me dizer isso.
Steph: Mas Sophia...
Soph: Dona Sophia pra você. Eu estava vendo bem, ou você estava dando em cima do meu marido.
Steph: Apenas estavamos conversando.
Soph: Você vestida assim?!
Steph: Eu ia dormir.
Soph: Deixa de ser sonsa, não é de hoje que eu observo você dando em cima do meu Marido.
Steph: Eu não sou sonsa, só vim pra esta casa ajudar vocês.
Soph ri com ironia..
Soph: Você acha que eu acredito em você?
Steph: Então não acredita.
Soph: Eu quero você longe da minha casa.
Steph: Ainda não acabou.
Soph: Passou da meia noite acabou, e eu estou te convidando a se retirar daqui.
Steph: Tudo bem, eu vou embora. Mas o beijo teria sido muito mais interessante se você não tivesse aparecido.
Soph: Que beijo, Micael não queria te beijar.
Steph: Tem certeza.
Soph: Absoluta, ele não me trairia.
Steph: Você que ta dizendo.
Soph: Eu espero não ver sua cara quando amanhecer, então por fazer, sai da minha frente garota.
Steph: Como quiser, Dona Sophia.
Ela então foi para o quarto que estava hospedada arrumar suas coisas. Sophia foi ate a cozinha bebeu um copo de água, respirou fundo e foi para seu quarto. Encontrou o marido sentado na cama, pensativo.
Soph: Oi.
Mica: Oi...
Ficaram em silencio até que ela foi se sentar ao lado dele.
Mica: Soph, eu não fiz nada, eu juro... Foi ela que...
Soph então o interrompeu colocando dois dedos em sua boca.
Soph: Eu sei, calma.
Mica: Sabe? Como?
Soph: Eu ouvi a conversa um pouco antes do beijo, eu também já vi você dando alguns foras nela.
Ele então respirou aliviado.
Mica: Eu pensei que você fosse brigar comigo.
Soph: Eu quero fazer outra coisa com você.
Mica: Ah, você quer?
Soph: Quero, e acho que você também quer...
Mica: Quer dizer que a senhora agora pode?
Soph: Daqui a meia hora faz um mês que cheguei aqui, tecnicamente meu resguardo acabou.
Mica: Ah branquinho, você não sabe como eu queria ouvir isso.
E então ele se virou beijando ela com furia. Então eles iniciaram depois de um momento de caricias, uma noite de amor que não tinham a bastante tempo.

7 comentários: