Nova Chance - Capítulo 147

Soph: Atende, vou tomar banho.
Mica: Ok mamãe.
Ele deu um beijo na testa dela.
Soph: Ah, essa conversa não acabou papai.

Mica: Sei...
Ele foi atender a porta, desceu devagar e quando abriu viu os amigos.
Chay: Tava fazendo o que?
Lua: É verdade, que demora.
Thiago: Achei que Sophia estava de resguardo.
Mica: Vocês nem chegaram e já estão falando merda.
Thur: É a lei da vida.
Mica nega com a cabeça,
Mica: Entrem. Sophia tá no banho e os gêmeos dormindo acabamos de chegar.
Mel: Vocês que demoraram.
Mica: É, demorou pra o medico dar a alta dos gêmeos.
Eles entraram e sentaram no sofá. Logo Soph desceu com duas babas eletrônicas.
Soph: Oi gente.
Mica: Amor, que demora.
Soph: Foram cinco minutos senhor dramático
Mica: Não é drama, é amor.
Soph: Ai que fofo.
Ela vai ate ele e da um selinho, depois eles se sentam no sofá.
Laura: Quanto amor meu Deus.
Ela revira os olhos.
Mica: Amor demais mesmo.
Thiago: Algum problema?
Laura: Não nada.
Chay: Então, o que faremos?
Soph: Tô aberta a sugestões.
Lua: Que tal... Não sei.
Mica RI.
Mica: Ta vacilando menininho.
Lua mostrou a língua pra ele.
Soph olhava as babas eletrônicas.
Lily: Olhar não vai fazer eles chorarem.
Ela RI.
Soph: Eu sei!
Thur: Vão batizar as crianças?
Mica: É claro. Com uns 6 meses.
Soph: Tudo isso?
Mica: É. Pra eles já estarem durinhos amor. Eles são muito moles.
Thiago: Muito moles, nossa essa foi ótima.
Ele gargalhava.
Soph: Não teve graça!
Lua: E os padrinhos?
Mica: Já escolhemos.
Lucas: Podiam contar.
Soph: Bom eu escolhi o Chay e a Lua.
Lua: Ahhh obrigada cunhada linda.
Ela se levantou pra abraçar Sophia, abraçou um pouco forte demais.
Soph: hey Lua eu acabei de dar a Luz a gêmeos.
Lua: Desculpa. Foi a empolgação.
Chay: Valeu ai por lembrar de mim também.
Soph: Não esqueceria.
Ela se levantou para abraçar ele e Micael virou a cara, Lua viu.
Lua: Para de graça Micael.
Ele levantou as mãos em rendição e ficou em silêncio, Soph se sentou ao seu lado de novo.
Mica: E eu escolhi a Laura e o Thiago.
Thiago: Ah valeu mano.
Ele levantou pra apertar a mão do amigo e o puxou pra um abraço. Depois foi Laura. Ela cochicou em seu ouvido.
Laura: Só por causa do Chay, você tem que parar com isso.
Eles se separaram e cada um se sentou onde estava.
Soph: Amor, onde estão seus pais?
Mica: Meu pai me mandou uma mensagem dizendo que viria com a enfermeira.
Soph: Eu ainda preciso de uma?
Mica: Não. É pros gêmeos, eles vão ter um acompanhamento de uma enfermeira neo-natal.
Soph: Pensei que eram saudáveis.
Mica: É melhor previnir.
Soph: Mas qual enfermeira?
Mica: Ele não disse.
Ela o olhou apreensiva e a campainha finalmente tocou.
Lua: Eu atendo.
Passaram pela porta, Jorge, Antônia, Ana, Renato e Stephanie.
Soph segurou a respiração.
Eles passaram pela porta.
Jorge: E ai? Como estão todos?
Mica: Bem pai.
Jorge: A chefe da enfermaria liberou a Stephanie pra ficar aqui com vocês.
Soph: Eu não quero essa mulher dentro da minha casa, nem agora nem nunca.

5 comentários: