Futuro Planejado - Capitulo 32

- Quem disse que eu...

Ele não permitiu que eu falasse mas nada e nem que completasse aquela frase. Me beijou com tal verocidade que não me levou pro quarto, me levou pro sofá.

- Se passar algum empregado? - Eu perguntava com medo.
- Olha a hora Sophia, para de ser desconfiada! - Ele soltou com um gemido enquanto beijava meu pescoço.

 E então eu me entreguei aos seus beijos, mãos por aqui e por lá passeavam, e os beijos não tinham um destino certo. Ele pôs a mão para abrir o ziper do meu vestido e eu deixei. Caminhei para sua calça me sentando no chão enquanto ele estava no sofá. Quando tirei sua cueca seu membro saltou para a vida e eu segurei em minhas mãos fazendo o mesmo movimento que fiz na casa dos meus pais, com um pouco mais de velocidade até que coloquei a boca. 
Olhei para sua cara e logo me coloquei de joelho para ter melhor acesso. Ele gostava daquilo, sua expressão facial e corporal não me enganavam. Eu o chupei firme, fazia movimentos subindo e descendo, passava minha língua ao redor, tudo que fazia um homem enlouquecer de prazer eu fiz. Olhei em seus olhos enquanto o chupava e o vi feroz, como se uma fera estivesse solta dentro de si.
Ele me puxou pelo braço e me fazendo levantar e sentar nele. A sensação maravilhosa. Meus movimentos era regulares, eu não tinha pressa só queria aproveitar. Eu vez ou outra beijava seu pescoço e arrancava uns gemidos dele. 
Ele se cansou da brincadeira e me virou, fazendo tudo a seu ritmo. Nós mudamos algumas vezes de posição até chegarmos ao nosso prazer total.
Eu estava deitada nua sobre seu peito que ainda tinha a camisa social.

- Você é muito gostoso - Eu sorri contra seu peito - Bom demais pra ser verdade.
- Eu? tem certeza? - Ele ria. - Não sei como demorei tanto pra te encontrar.
- Acho que fisicamente nós nos completamos. - Eu sussurrei apaixonada.
- Eu tenho certeza. - Ele beijou minha testa.
- Vamos tomar banho e ir pra cama. Estou exausto. - Ele disse e eu sorri maliciosa.
- Meu Deus mulher, você não cansa? - Ele riu e balançou a cabeça negativamente - Vamos catar essas roupas e ir para o nosso quarto.

Sem dizer mais nada nós juntamos todos os indicios de qual alguem fez amor ali e fomos para o quarto. Eu tomei banho primeiro e vesti meu baby doll, depois o Mica foi e ficou apenas de cueca box. Se deitou ao meu lado e me abraçou.

- Sabe que eu não imagino minha vida sem você? - Ele dizia, eu já estava de olhos fechados, o sono estava me envolvendo. - Você já deve estar dormindo, mas saiba que eu não quero te perder nunca. - Me deu mais um beijo e fechou os olhos  para dormir. 

No dia seguinte eu levantei super animada e comecei a me arrumar junto com ele.

- Onde você vai heim dona? - Ele disse rindo quando notou que eu estava me preparando.
- Abrir minha matricula, quero saber quando eu posso voltar, eu adoro moda. Quero ser estilista. - Disse entusiasmada.
- Que felicidade! Não sabia que só com isso você ficaria assim, tão animada. 
- Era o que eu mais queria desde que me casei. Eu amo estudar e amo moda. - Ainda estava entusiasmada.
- Espero que ninguem fique dando em cima de você lá heim. - Meu sorriso de felicidade se fechou um pouco.
- Não vou pra faculdade arrumar um amante. Vou me formar. - Disse agora séria.
- Heeeey, calma só estava brincando. - Disse levantando as mãos em forma de rendição e se aproximando de mim.
- Não duvida de mim, nem do que eu sinto por você.
- Não duvido. Eu confio em você. - Ele me abraçou e me roubou um beijo.
- Tá, mas vamos logo tomar café, eu quero sair logo.

Ele sorriu pra mim, ele parecia feliz com a minha felicidade, mas isso podia ser temporario, eu nunca sei o que ele tá pensando, ele sempre me surpreende. Vamos ver no que isso vai dar...

14 comentários: