Futuro Planejado - Capitulo 35

Cheguei na Faculdade uns 10 minutos adiantada. Fui direto pra minha antiga sala, nem estava acreditando.

- Que bom tê-la conosco novamente Senhorita Abrahão. - Ele disse com satisfação e um sorriso no rosto.

- Também acho professor, só uma pequena correção, agora sou senhora Borges! - Sorri e entrei indo me sentar em um lugar vago perto das meninas, pena que era perto do Marlon também.

O professor começou a aula e não demorou pra eu sentir um cutuque na minha cintura.

- O que você quer garoto? - Disse virando pra trás e encarando Marlon.
- Só queria dizer bem vinda, tô feliz que tenha voltado! - Me deu seu sorriso mais encantador.

Marlon era um dos poucos meninos héteros que cursavam moda, por isso as meninas sempre se jogavam pra ele. Mel e Lua também já tinham ficado com ele em algum passado distante antes de namorarem, mas eu nunca. Esse menino nunca me atraiu.

- Obrigada Marlon. - Me voltei para a frente mais ele me cutucou de novo.
- Por que me trata tão mal gatinha? - Ele mascava um chiclete com a boca aberta, provavelmente achava bonito - Qual meu defeito?
- Depois de nascer? Todos! Desde respirar, até falar comigo. - Novamente olhei pra frente e ele me deixou em paz.
A primeira aula foi super tranquila, e nos ficamos um pouco atoa desde que o professor saiu de sala.
- O que o Marlon queria com você? - Perguntou Lua curiosa.
- Encher o saco com a mesma ladainha de sempre. Esse garoto não desiste. - Eu revirei os olhos e olhei pro quadro exatamente na hora que o professor de desenho entrou na sala com um buque de rosas vermelhas nas mãos.
- Aee professor ta arrasando heim - Gritou Laura do fundo da classe, fazendo todos rirem.
- Eu? Que nada Senhorita Mendonça, isso aqui me pediram pra entregar. - Ele dizia rindo. - Senhorita Abrahão já voltou arrasando. - mas uma vez ele riu, só que olhando pra mim.
- Eu? - Disse surpresa. - Eu sou senhora Borges!
Ouvi Mel cochichar com Lua - Nossa tá dizendo o sobrenome com tanto orgulho - Mel riu logo depois. Ignorei o comentário e olhei o professor.
- Quem enviou? - Estava curiosa, achava que tinha sido Micael.
- Um rapaz me entregou, tem um bilhete aqui.
Eu me levantei e fui até sua mesa pegando meu ramalhete e o cartão.
"Parabéns pela volta, espero que esteja feliz e radiante nesse dia que você tanto esperou. Te amo!"
Acabei de ler o cartão e estava sorrindo. Só podia ser Micael, não tinha outra pessoa. Peguei meu buque e fui me sentar no meu lugar.

- Quem enviou? - Lua me perguntava com olhos extremamente curiosos.
- Não está assinado, mas tenho certeza que foi Micael. - Ainda sorrindo eu disse.
- Ain amiga, por que você fez tanto drama pra se casar, esse homem é perfeito. - Mel disse com um sorriso fofo no rosto.
- Ele não era perfeito, agora ele está. Nós estamos nos entendendo maravilhosamente bem. - Sorria apaixonada quando ouvi o professor chamar minha atenção.
- Senhora Borges - ele deu certa ênfase ao meu sobrenome. - Gostaria de prestar atenção na aula depois de tanto tempo longe?
- Claro professor, prossiga. - Disse rápido, estava sem graça.

A aula passou super rápido e quando eu vi já estava na hora do intervalo. Fomos andando até a cantina e lá encontramos Arthur e Chay, cada um cumprimentou sua namorada e logo depois falaram comigo.

- E ai Soph? Como anda essa vida de casada? - Arthur puxava assunto.
- Está ótima, tô adorando isso! - Sorri.
- Hoje, o bofe dela mandou um buque de flores na sala. - Lua dizia como indireta pra Arthur.
- Ai que romântico, eu me apaixonaria por ele heim Sophia! - Chay disse afinando a voz e soltando as mãos, nos fazendo rir.
- Amanhã vocês conhecem ele, ai você vê se apaixona. - Eu dizia rindo.
- Não tem medo da concorrência queridinha? - Ainda tinha a voz fina.
- Ah meu amor, eu me garanto!!

18 comentários: