Futuro Planejado - Capitulo 51

- Como não tirou o Luto? Sophia, não é possível alguém viver mais de um ano vestindo preto! - Ele me olhava ainda abismado.
- Claro que é. Eu escolhi isso pra mim desde quando recebi aquela noticia. - Abaixei a cabeça com a memoria e ele se aproximou de mim.

- Eu tive tanto medo do que veria quando chegasse aqui... - Disse e colocou um dedo no meu queixo, assim levantando minha cabeça pra cima. Nós nos encarávamos. - Eu achava que ia encontrar você com outro homem, ou até mesmo com aquele babaca. Casada talvez com filho ou gravida. Meus pensamentos eram tantos.
- Eu nunca esqueci você. Meu amor sempre foi verdadeiro. Foi rápido que aconteceu, mas ainda sim tão intenso a ponto de não me fazer querer mais ninguém esse ano. - Eu disse e juntei nossas testas. Ele me deu um selinho e eu iniciei o beijo. Clarinha choramingou no meu colo, ai lembramos que tínhamos um bebê ali. - As coisas mudaram um pouco - Eu disse rindo.
- Percebi - Ele também riu e deu um beijo na testa da Clarinha. - Vou pro banho. Minhas roupas? - Perguntou e eu sorri.
- Estão naquele outro lado do armário amor, todas ai ainda. - Ele sorriu, pegou uma bermuda e foi para o banheiro. Eu ouvi a campainha tocar e desci pra atender.

Passei pela sala e deixei minha filha no cercadinho com alguns ursinhos pra ela brincar. Passei alguns dedos pelo cabelo, ajeitei minha blusa e me olhei em um espelho que tinha perto da porta. É quem quer que fosse, eu estaria apresentável. Abri a porta e era a familia de Micael. Lidi correu e me abraçou, nós tínhamos nos tornados ótimas amigas, mesmo ela sendo adolescente. O que eu achei que não iria acontecer. Luan entrou logo atras dela, ele era o caçula, falava comigo mas não era muito amigo não. Jorge e Marcelo foram os últimos a passar pela porta.

- Ai Soph, é verdade que ele voltou? - Lidi me perguntava ansiosa.
- É Lidi, estávamos certas esse tempo todo! - Dei um beijo no topo da cabeça dela.
- E onde ele está? - Perguntou Luan, que já estava na sala brincando com a sobrinha por fora do cercadinho já que ele não conseguiria tirá-la de lá.
- No banho, daqui a pouco ele desce. Vou pedir a Esmeralda pra preparar algo pra ele comer, vocês passam o olho na Clarinha por favor.

Sai dali e deixei eles com minha filha, pedi a Esmeralda que preparasse um almoço com tudo que meu marido tinha direito e logo voltei a sala. Encontrei Lidi sentada no sofá com a Clara no colo ela me olhou e sorriu.

- Eu tirei ela de lá, tem problema Soph? - Me perguntou, mas antes de eu dizer que não Micael vinha descendo as escadas e a respondeu.
- É claro que não minha princesa! - Ela na hora reconheceu a voz dele e se virou. Um lindo sorriso se formou na sua boca e eu me aproximei pra pegar minha filha e deixar os dois matarem um pouco da saudade.

Eles se abraçaram por um tempo e logo depois Luan também se juntou ao abraço. Jorge e Marcelo só olhavam de longe sorrindo assim como eu.

- Mica, eu tava com tanta saudade. - Lidiane dizia entre lagrimas que caiam por seu rosto.
- Calma, já passou. Eu nunca mais vou ficar longe de você maninha. - Disse e a abraçou novamente.
- Eu também senti sua falta Mica, muita. - Luan disse e eu logo me aproximei.
- Todos nós sentimos meu amor. Até a Clarinha que nem te conhecia. Aposto que ela sempre foi louca pra saber do pai maravilhoso que tem. - Eu disse e ele veio até mim, me deu um selinho e pegou a Clara dos meus braços.
- Gente chega de tristeza, tô aqui, to bem. Agora é só felicidade! - Ele disse e sorriu. - Quer dizer, minha roupa ta caindo, mas nada que eu não possa resolver com comida de verdade!
- Só de lembrar que aquele imbecil do Leonardo estava lá na empresa esse tempo todo! - Jorge disse por entre os dentes cerrados.
- Eu sempre avisei que a culpa era dele e vocês me chamavam de louca. - Eu disse levantando as mãos nunca tentativa de mostrar indignação.
- Admiro a sua coragem de ter ido lá e tirado ele da presidência Sophia! - Disse Marcelo sorrindo pra mim.
- Aquele cara queria ficar com a empresa, e comigo. Por isso ele tentou se livrar de Micael. Só não adiantou de nada. - Sorri orgulhosa de mim mesmo.
- Como você sabia que eu não tinha morrido? - ele perguntou meio curioso.
- Amor, eu conheço o Leonardo há anos né, não foi de agora. Ele não mataria nem uma mosca. E se tivesse mesmo sido ele você estaria vivo. Meu coração estava certo disso. Mas eu confesso que já estava perdendo as esperanças. - Eu disse no final.
- Que isso princesa. Eu nunca perdi as esperanças de te ver novamente, mesmo se tivesse com outro cara! - Ele disse e sorriu, mas com uma expressão de dor só de pensar naquela hipótese.

14 comentários:

  1. Own!!! Continuaaaaaa!!!!👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻😭😭😭😭👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
  2. Já to ficando até sem palavras pra falar dessa web,to aqui chorando com o encontro dos irmãos.

    ResponderExcluir
  3. Ele agora ta todo apaixonado pela filha ♡♡♡♡♡♡

    ResponderExcluir
  4. continua ta perfeito to amando ler sua web

    ResponderExcluir
  5. Sua web ta tão lindaaa!.

    ResponderExcluir