Futuro Planejado - Capitulo 43

Eu olhei assustada para aquele homem. Meu pai se juntou um pouco mais a minha cama e passou um braço pelos ombros da minha mãe.



- Falei que aqui não era lugar pra isso. - Meu pai disse agressivo.
- Eu preciso dar continuação as investigações, e eu creio que ela também quer saber dos resultados. - Ele olhou pra mim de uma forma estranha. Parecia que queria me falar algo.
- Minha filha não tem nada a ver com o que aconteceu, deixa ela em paz, por favor. - Minha mãe suplicava.
- Deixa ele falar. Eu quero saber o que tem a dizer. - Disse me sentando na cama.

Meus pais me olharam solidarios e o delegado avançou para mais perto de mim, ele parou na beira da cama e me olhou nos olhos, sua expressão não era nada boa. Ele parecia desconfiar de algo. Passou uma das mãos pela cabeça careca e respirou fundo olhando dessa vez para o bloco de notas que tinha em suas mãos.

- Dona Sophia - Ele começou formalmente, mas eu o interrompi
- Só Sophia, por favor. - Eu disse friamente e ele pigarreou antes de prosseguir.
- Sophia, você amava seu marido? - Voltou a olhar em meus olhos, ele era assustador.
- Sim amava loucamente. - Disse com sinceridade, passei uma das mãos em meus cabelos.
- Mas você se casou com ele na intenção de vocês dois juntos herdarem a maior parte da empresa né? - Ele ainda me acusava.
- Sim - Respondi rapido demais, eu já estava ficando irritada.
- Então a morte dele seria "util" - Ele fez o sinal de aspas com a mão que não segurava o bloco - Você ficaria com tudo sozinha, e então você e sua familia teriam a empresa sempre com vocês né? - Ele focou nos meus olhos e viu minha reação, meus olhos arregalaram, eu não acreditava que ele estava falando isso de mim.
- Você está me dizendo que eu sou suspeita de mandar matar meu marido? Que minha familia é cumplice? O senhor enlouqueceu? - Eu disse abismada, não dava pra acreditar.
- Você não é uma simples suspeita Senhora Borges, é a principal. A unica que teria motivos claros pra mandar matar a vitima.
- Olha aqui seu louco, eu estou em um hospital depois de passar mal no enterro do meu marido, ainda por cima descobri que vou ser mãe, o Senhor não tem noção do que fala? - Disse tudo muito rapido, já estava me sentindo mal de novo.
- Gravida? Ora,,, Ora... mais uma suspeita. Senhora Borges, as coisas não estão nada bem para a senhora! - Ele disse em um tom debochado.
- Chega, o senhor já falou com ela, agora pode se retirar, antes que minha filha passe mal outra vez. - Meu pai falou e enxotou aquele delegado do meu quarto.

Eu fechei os olhos e inspirei para me acalmar. Pus minhas mãos na barriga e me lembrei de Micael. Isso não podia estar acontecendo, eu não podia estar sendo culpada de um crime que nem aconteceu.
Abri os olhos e observei minha mãe de braços abertos em minha direção, ela veio me abraçar.

- Filha, não dá muita ideia pra ele, você tem que ficar calma. - Ela disse com um voz apaziguadora.
- Ficar calma, mãe eu tô viuva, gravida e agora sou uma criminosa! Nada mais pode dar errado na minha vida. - Assim que terminei de dizer, vi Leonardo atravessar a porta de meu quarto - O que você faz aqui? - Disse seria olhando pra ele.
- Senhor e Senhora Abrahão, será que eu posso conversar com a Sophia um minutinho? - Ele olhou pra meus pais que assentiram e sairam do quarto em silencio.
- O que você quer? - Disse seca.
- Saber que tanto ódio é esse que você sente de mim, meu amor, eu nunca te fiz nada. - Que cara cinico.
- Não me chama de meu amor, depois, não seja fingido Leo. Eu achava que você era uma coisa, mas você se transformou.
- Sophia, agora que o Micael morreu, eu já vou virar o presidente, pelo menos ate decidirem outro. Eu posso ficar com você também. - Ele se aproximou de mim, mas eu fiz sinal para que ele parasse.
- Você sempre quis tudo que era dele né? - Perguntei, eu sentia nojo de gente que vive querendo a desgraça alheia.
- Sempre quis a presidencia, me preparei desde sempre pra isso, e você já era minha antes dele aparecer.
- Léo, eu amo ele. Ele se foi, mas deixou um pedacinho comigo - Pus minha mão sobre a barriga - Vou sempre me lembrar, e não vou ficar com você. Eu não acredito em uma palavra do que você diz, e para mim, você tem alguma coisa a ver com tudo que aconteceu!

19 comentários:

  1. continua ta otimo to amando ler quando vamos ter noticias do mika

    ResponderExcluir
  2. Aii tadinha da Sophia, o leo é um idiota deve ter sequestrado ele, mais o mika tem que aparecer logo coitada dela não pode ser acusada por uma coisa que não fez

    ResponderExcluir
  3. Já pode mandar o Leonardo por espaço , coitada da Sophia

    ResponderExcluir
  4. Como esse mala que acaba de lucrar tudo não é suspeito ??

    ResponderExcluir
  5. Fernanda Obrigada!! Que bom que está gostando!
    Seguinte, essa web ta sendo narrada pela Soph e como ela não sabe onde ele tá, não tem como colocar ele na web, entendeu?? <3

    ResponderExcluir
  6. Continua !♥ . Se a Soph ficar com o Léo r pura sacanagen não faz isso não

    ResponderExcluir
  7. Boe ainda não creio no q eu tô lendo!!! Boy web pftaaaa

    ResponderExcluir
  8. Então quando q vai ser narrada pelo mika..
    Ja ta na hora de agente pelo menos ter uma notícia dele

    ResponderExcluir
  9. Ata entendi, ele não pode narrar nem um pouquinho ? Em fim a história ta ótima

    ResponderExcluir
  10. Esse leo é um canalha

    ResponderExcluir
  11. Amo sua web Caah Eu acredito que o Mika não morreu!! Posta mais?? 🙈🙊❤

    ResponderExcluir
  12. Continuaaaa!!!!!!!
    Tá incrível !!!!!!😭😭😭👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
  13. Posta mais...ta muito boa!!!

    ResponderExcluir
  14. Tá muito bommmm continua

    ResponderExcluir
  15. Aiii cadê o mika???

    ResponderExcluir