Futuro Planejado - Capitulo 44

Mais tarde naquele dia eu tinha ido finalmente recebido alta e pude ir pra casa. Parece que todo mundo quis  me visitar, os pais e irmãos de Micael, o Léo, depois alguns membros da diretoria, é eu tava me sentindo uma celebridade.

E ao final do dia eu já tinha decorado a frase "Estou bem, obrigada!" depois de tanto dizer a pessoas diferentes. Minha mãe era a que mais me perguntava, parecia que ela não acreditava no que eu dizia.
Me levantei e fui andando ao lado dos meus pais para o estacionamento. Nenhuma palavra foi dita até o carro e durante o caminho até a minha casa. Chegamos e subi direto pro meu quarto e passei o dia lá só desci pra jantar.
Os três dias que se seguiram foram assim, eu ainda não tinha tirado o luto, não ia a faculdade e nem conversava com ninguém além da minha barriga. Também não tinha contado a mais ninguém que estava gravida. Na manhã do quarto dia eu desci pra tomar café com meus pais.

- Filha que surpresa! - Minha mãe disse sorrindo.
- Oi mãe, resolvemos descer pra tomar café com você - Eu disse alisando minha barriga ainda reta.
- Que bom filha, ficamos felizes em te ver fora daquele quarto. Mas também acho que você já pode tirar o preto meu amor - Disse meu pai, um pouco cauteloso.
- Só tiro o luto no dia que eu ver o Micael na minha frente. - Disse com convicção. - Tenho uma noticia pra dar a vocês.
- Diz filha. - Minha mãe perguntou curiosa.
- Vou trancar a faculdade de novo, e eu quero assumir o lugar de Micael na empresa.

Meu pai cuspiu todo o café que tomava e engasgou tossindo como um louco. Minha mãe se levantou foi até ele e levantou suas mãos, dando leves tapinhas nas costas. Eu também sai do meu lugar mas quando cheguei perto ele já estava melhor. Passei as mãos pelos meus cabelos como se não tivesse dito nada demais e o olhei cinica.

- Como assim você quer a presidência da empresa Sophia. - Ele me olhava com uma das mãos no peito ainda se recuperando do ataque que tivera.
- Querendo, Micael era super empolgado pelo trabalho, cada novo contrato que assinava com empresas menores que ele e as vezes maiores. Eu simplesmente quero! - Disse por fim, pra que me explicar tanto.
- Sophia, ser presidente requer uma atenção especial. É necessario anos de experiencia. - Ele tentava me convencer - Não vai ser chegando da noite pro dia que você vai conseguir.
- Pai, quem esta no lugar do Micael? - Perguntei séria.
- Leonardo - Ele sorriu, acho que ele tinha esperança de que agora eu desistiria. Mas eu ri com deboche.
- Acho que agora eu quero mais. - Ele me olhou com duvida. - Não deve ser tão dificil, e vocês podem me auxiliar.
- Filha eu acho melhor você não se meter nos negocios. - Ele dizia ainda com cautela.
- Pai, já esta decidido. Agora que o Micael se foi eu sou a pessoa que tem mais ações na empresa, eu decido, e eu quero assim! - Ele não respondeu mais nada. Micael uma vez me disse que se você quer ser um bom lider tem que impor suas vontades, e assim seria dali pra frente.

Terminamos nosso café e eu subi pra me arrumar. Vesti minha blusa social com mangas compridas preta e uma saia também preta, meus sapatos não fugiam a regra. Era assim que eu ficaria por um tempo, toda de preto.

- É filho, cada dia que passa a esperança do papai estar vivo vai acabando mais ainda. Onde será que ele tá? O que eu vou fazer se ele tiver realmente morrido naquele atentado?

Passei minhas mãos mais uma vez pela minha barriga e senti que lagrimas iam rolar, então ergui minha cabeça e desci pra sala novamente. Não vi minha mãe em nenhum lugar. Só meu pai ainda estava sentado a mesa lendo seu jornal.

- Cadê a minha mãe? - Perguntei e ele se assustou.
- Ai Sophia, quer me matar do coração? - Ele disse pondo mais uma vez uma mão no peito e respirando fundo - Sua mãe foi atender a porta.
- Ah sim, entendi. Já podemos ir. - Disse sorrindo e ele revirou os olhos.
- Então vamos. Antes que cheguemos atrasados.

Quando ele se levantou minha mãe entrou ali com uma cara palida, ela estava muito séria e com medo, parecia ter visto assombração. Eu cheguei perto e a abracei, meu pai beijou sua testa.

- O que aconteceu mãe? - Perguntei preocupada.
- Chegou sua intimação pra depor filha, você é a principal suspeita da morte do Micael. - Ela disse sem acreditar e eu logo tomei o papel de sua mão o abrindo.

--------------------------------------------------------------------
Gente calma, vocês vão saber do Mica já já, quando ele voltar.

12 comentários:

  1. Continuaaaaaaa!!!!!!😵😵😵😵😵😵😵😵😵👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
  2. ta maravilhosoo,preciso de maais.

    ResponderExcluir
  3. Posta mais.... tadinha da sophia quero somic juntos

    ResponderExcluir
  4. Camila eu to de volta kk so n sei vc vai lembrar de mim kkk que web perfeita cara <3 nossa tirei todos os atrasos de ontem pra hj kk realmente vc nasceu pra isso. vou deixar em anonimo pra ver se vc vai lembrar de mim, que eh meio dificil kk. bom ja me viciei nessa web que coisa mais perfeita postaa maiss por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca, todo mundo some depois volta,coisa dificil isso. kkk Eu penso em um monte de gente. Aii da uma dica vai kkk

      Excluir
    2. poxa kkk EUA <-- ai a dica kkkk

      Excluir
  5. Eu vou matar aquele delegado

    ResponderExcluir
  6. Agora que o delegado vai suspeitar dela

    ResponderExcluir
  7. Vontade e o que nao me falta de te dar Uns TAPAS

    ResponderExcluir