Nova Chance - Capítulo 78

O jantar se passou sem grandes conversas. Micael não fazia muita questão de conversar ainda estava pensando na conversa de mais cedo.

A campainha tocou, a empregada logo atendeu. Era Laura.
Sophia: Essa garota de novo.
Ela resmungou.
Laura: Você ta marcando em cima mesmo heim garota.
Foi a primeira coisa que ela disparou ao entrar.
Mica: Oi Laura.
Laura: Oi Mica, como você esta hoje?
Mica: Com um pouco de dor de cabeça.
Soph: Bom eu vou embora.
Mica: Não - Ele diz rapidamente. - Eu queria conversar com você.
Soph: Pra que Micael?
Mica: Se eu fui tao apaixonado por você como estão todos dizendo eu queria me lembrar.
Ela sorri.
Laura: Hey eu tô aqui, lindo.
Mica: Pensei que nos fossemos amigos?!
Sophia ainda esta sorrindo.
Laura: Nos somos. Mas eu vim te ver e você vai me dispensar assim desse jeito?
Mica: Você não entende. É muito ruim ter um pedaço da sua memoria faltando... Não lembrar de algo sobre você mesmo é terrível.
Laura: Essa garota te traiu com seu primo...
Soph: Cala a sua boca ou eu te sento a mão.
Laura: então tenta a sorte.
Mica: Ninguém vai bater em ninguém aqui.
Laura: Então, vou embora Micael.
Mica: Não fica com raiva Laurinha.
Laura: Ta tudo bem.
Ela deu um beijo no canto da boca dele e saiu.
Soph: Essa garota sabe me provocar. Ate eu dar uns tapas nela.
Mica: Pra que tanta violência?
Soph: Ela é ridícula?
Mica: Acho fofo você ter ciúmes!
Ele sorri e toca a ponta se seu nariz.
Soph: Posso te levar a um lugar?
Mica: Que lugar?
Soph: Um lugar que foi onde eu percebi que estava me apaixonando por você. O lugar do nosso primeiro beijo.
Mica sorri.
Mica: Eu não queria ter me esquecido de você.
Soph: Você esta muito mais fofo do que antes do seu acidente
Mica: Ah Fofo? Eu sou fofo então?
E ela riu.
Soph: Bem melhor que grosso...
Mica: Talvez seja.
Soph: Vamos?
Mica estendeu a mão pra ela. Ele sentia formigamento no contato entre os dois.
Mica: Vamos! Eu dirijo.
Soph: Eu não sei mesmo!
Mica: Menos mal, mulher no volante é perigoso.
Soph: Ih ta engraçadinho. Vamos logo.
E os dois saíram de maos dadas em direção ao carro dele. Sophia foi dando instruções da direção. Logo eles estacionaram em frente a praça.
Mica: Foi esse o cenário?
Soph: Vamos sair do carro.
Mica: Vamos né.
Soph se sentou e ele logo em seguida se sentou ao seu lado.
Mica: Qual a história desse lugar.
Soph: Nós tínhamos nos encontrado algumas vezes lá no meu ponto. - Ela cora - nesse dia, vc me encontrou de tarde. Eu estava indo ao mercado e você me chamou pra conversar. Estava com problemas. Tinha que se casar, mas não queria. Eu tentei te ajudar, mas não pude. E então você me beijou.
Mica: Eu me sinto mal.
Soph: Está com o que?
Mica: Não me lembro de nada disse. Vou ser sincero, eu olho pra você e sinto uma coisa bem estranha, não sei dizer o que é.
Soph: Não vou te cobrar nada... No seu tempo..
Mica: Não era pra gente se separar. Se a gente se amava tanto.
Soph: Eu me equivoquei, e depois vieram milhões de erros Micael.
Mica: Que eu não me lembro. Isso esta me matando. Eu olho seus olhos, e vejo o seu sofrimento.
Soph: Eu estou sofrendo a muito tempo. Você também...
Mica: Eu me lembro de tudo, lembro que eu traia a Laura no ponto aqui dessa rua mesmo.
Soph: Com a Lily...
Mica: Com a Lily também.
Soph o olhou...
Mica: Tinha uma outra, não me lembro muito bem.
Soph: Eu fiquei sabendo que a lista foi longa, não sei nem como que aquela menina corre atrás de você.
Mica: Iala, qual foi Sophia... Eu sou legal.
Soph: Pelo que eu sei, é sim...
E então ambos ficaram sem ter muito o que falar.

6 comentários: