Nova Chance - Capitulo 29

Chay saiu do quarto, deixando os dois sozinhos novamente. Sophia olhou para Micael de cara fechada.

Micael: - Que cara é essa?
Sophia: - Quem disse que eu vou nesse jantar?
Micael: - Eu disse. Desencana, vai linda. Eu vou estar lá com você e tudo vai dar certo.
Sophia: - Promete?
Micael: - Prometo.
Ela abriu um sorriso gigante e ele lhe deu um selinho.
Micael: - Amo quando você sorri assim.
Sophia: - Ama, é?
Micael: - Amo.
Antônia: - SOPHIA, MICAEL, VENHAM JANTAR.
Micael: - Tava bom demais pra ser verdade.
Sophia: - Vamos.
Ela se levantou e estendeu a mão pra ele, que pegou e se levantou.
Micael: - Pronta pra assumir pra minha familia?
Sophia: - Acho que não.
Micael riu e deu um beijo na testa dela.
Micael: - Vai ficar tudo bem.
Ela assentiu e os dois saíram do quarto de mãos dadas. Desceram as escadas devagar e Micael podia sentir o suor de Sophia escorrendo nas mãos. Assim que chegaram na sala de jantar os olhares de Antônia e Jorge foram direcionados as mãos dadas deles. Antônia sorriu e Jorge fechou as duas mão em punhos.
Jorge: - O que significa isso?
Micael: - Estamos namorando.
Jorge: - Não acredito.
Antônia: - Sério?
Micael assentiu.
Antônia: - Seja bem-vinda a familia Sophia.
Sophia: - Obrigada.
Eles se sentaram e Micael ajudou Sophia a se servir. Jorge não tirava os olhos deles um segundo sequer.
Jorge: - Não acredito que você trocou a Laura por essa menina, Micael. Eu te criei pra ser de classe alta, pra se relacionar com pessoas como você.
Micael: - A Sophia é como eu, pai. Eu a amo e é isso que importa. Eu não ligo pra ela ter dinheiro.
Jorge: - Faça o que você quiser. Mas esse namoro não vai durar.
Ele se levantou e saiu da sala. Antônia olhou o marido partir e depois olhou para a nora com um sorriso amarelo no rosto.
Antônia: - Não se preocupe. Ele vai aceitar vocês dois.
O resto do jantar foi em silêncio. O clima estava pesado, mas Micael fazia de tudo para ver Sophia sorrindo. Assim que terminaram de jantar, os dois voltaram para o quarto. Micael se sentou na cama dela e a puxou para que se sentasse ao seu lado.
Micael: - Por que ficou caladinha?
Sophia: - Eu já imaginava que seu pai não aceitaria, mas ouvi-lo falando daquela forma me deu um aperto no peito.
Micael: - Ei, não pensa nisso. Meu pai nunca será capaz de nos separar, ok?
Sophia assentiu.
Micael: - Agora coloca um sorriso nesse rosto e me dá aquele beijo que você sabe dar?
Sophia sorriu e se aproximou de Micael.
Sophia: - Todos que você quiser.
Ela deu um beijo na bochecha dele, seguido de outro no nariz e selou os lábios dos dois. Um beijo calmo e apaixonado foi iniciado. Ele segurava a cintura dela, dando apertos carinhosos. Quando se separaram, ofegantes, ele sorriu e beijou a bochecha dela.
Micael: - Amo você.
Sophia: - Eu também.

6 comentários:

  1. Hey, sou fã número 1 da web Nova chance, Bjs de luz.

    ResponderExcluir
  2. ai que coisa mais fofa...ta lindooo.posta +++++++++++

    ResponderExcluir